quarta-feira, 16 de setembro de 2015

De vampira sexy a curandeira xamânica

 Raramente Kirsten Lindholm é lembrada como uma das garotas da Hammer Films, mas ela esteve presente em quatro filmes da produtora. Papeis sem texto, mas importantes, com momentos sombrios e marcantes.

Em As Filhas de Drácula (Twins of Evil, 1971)
A começar por sua participação em Carmilla, A Vampira de Kanstein (The Vampire Lovers, 1970 de Roy Ward Baker). Ela abre o filme seduzindo um puritano até ser degolada por ele!

Nesse trabalho dividiu as fotos promocionais com as estrelas morenas Ingrid Pitt, Madeline Smith e Kate O'Mara, feito que a levou à capa da revista Film Review, conforme você confere clicando aqui. Como muitas das beldades da Hammer, era originalmente modelo antes de experimentar ser atriz.

E não faltaram oportunidades a esta jovem dinamarquesa que foi viver na Inglaterra em pleno boom da contracultura. Durante uma aula de ioga ela conheceu o astro do rock Vic Briggs, casaram e estão junto até hoje!

O músico estava convertido ao sikhismo, religião que ela acabou se convertendo também. Hoje Kirten mudou seu nome para o sagrado Vikram Kaur Khalsa, mas no Facebook e nos livros religiosos usa Elandra KirstenMeredith.

Na apresentação do livro From Stardom to Wisdom (Do estrelato à sabedoria) ela recorda ter usado sua beleza para decorar os filmes da Hammer e que se aproximou do marido pelo chamado interior e guiada pelo guru New Age New Age Ram Dass. Abandonar o estrelato no começo dos anos 70 fez parte dessa transformação de vida.

Após várias décadas dirigindo um centro de yoga na Califórnia, Elandra experimentou uma cura milagrosa que se tornou o catalisador para encontrar sua verdadeira vocação como um curandeira xamânica e professora. Atualmente, com 73 anos de idade, ela vive na Nova Zelândia e é reconhecida nesse meio internacionalmente.

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails