segunda-feira, 3 de agosto de 2015

La Dolce Vita 13 anos!!! Relembre como era o mundo no começo, em 2002


Este blog chega aos 13 hoje! ...E não, não parece que foi ontem.

Até porque tenho espelho em casa e não sou mais o garotão de vinte e poucos. Nesse tempo todo me tornei quase um quarentão enquanto o atualizava!

Mas o Brasil e o mundo mudaram pra chuchu também! Veja alguns exemplos.


Em agosto de 2002 não fazia nem um ano do atentado às Torres Gêmeas.  A internet, um lugar muito menor, vivia de compartilhar boatos e montagens toscas.

Eram raros scanners, câmeras digitais e a grande novidade, para poucos que podiam pagar, eram celulares que tiravam fotos. Consecutivamente as pessoas online não tinham rostos, no máximo fotos todas borradas provenientes de webcams de baixíssima resolução.
Suzane Richthofen ficou conhecida no mesmo ano em que Gisele Bündchen se consagrou a modelo número 1 do mundo. Bündchen e várias outras modelos, Cidade de Deus muito elogiado pela crítica e a vitória na Copa do Mundo pela quinta vez causaram uma certa euforia em ser brasileiro. A morte do complexo de vira-lata?
O presidente era Fernando Henrique Cardoso. Economicamente eram uns tempos (hoje esquecidos por muitos) tão estranhos que nas eleições em outubro finalmente elegeram Luís Inácio Lula da Silva presidente do Brasil.
Descobrimos os realitys shows!  Em janeiro rolou a primeira versão do Big Brother Brasil, em junho foi exibido logo a segunda edição. Enquanto o SBT preparava também a segunda de Casa dos Artistas.
Também no SBT aconteceu o Popstars de onde foi formado a girl band Rouge, levando às rádios uma disputa entre Ragatanga  e Já Sei Namorar, hit dos Tribalistas. Tanto tempo depois Ragatanga ainda parece salutarmente tão menos pretensiosa...
Não havia conceito de subcelebridade muito bem definido, mas tínhamos super celebridades aprontando! Michael Jackson dava uns bons sustos de vez em sempre pendurando filho na janela, saindo com os maiorzinhos cobertos da cabeça aos pés, etc.

Novela das oito ainda era novela das oito. O Clone (inchalá!) mostrava que mesmo décadas depois da última novela da Gloria Magadan os dramalhões apelativos da Gloria Perez são mesmo o que o povão do novo milênio gosta de assistir.
Foi substituída por Esperança a partir de junho. Com o romance entre Arósio e Gianechini (o “italianer”!), a novela de Benedito Ruy Barbosa enfrentou certa rejeição do público. Computador era uma grande novidade em minha vida, lembro pouquíssimo do que passou na TV nessa época.

Desktops eram decorados com papéis de parede (800x600, of course) de O Senhor dos Anéis: As Duas Torres (The Lord of the Rings: The Two Towers de Peter Jackson), Harry Potter e a Câmera Secreta (Harry Potter and the Chamber of Secrets de Chris Columbus) e sobre tudo com lindas imagens de O Homem-Aranha (Spiderman de Sam Raimi). 
Devagar, devagarinho o VHS ficava pra trás. Os DVDs, mídia ainda bastante ativa, tonavam-se sonhos de consumo de um número maior de pessoas, mas ainda era um luxo para poucos, com o dólar custando três Reais (assim como Arquivo X que acabou naquele ano e agora voltou).

Bem, e o resto foi acontecendo até chegarmos aqui. Feliz 13 anos para todos nós!

3 comentários:

Hilário Júnior disse...

EEEEEEEEEEEEEE

Eduardo disse...

Parabéns pela trajetória, que venham muitos outros anos, Miguel.

É raro um blog durar tanto e permanecer interessante, como é o caso desse.

Abraços!

Daniel Tavernaro disse...

Nestes 13 anos, que venham mais sei lá quantos anos para este blog e para você, Miguel! Por mais blogs assim na web!

Parabéns e um abração!

Related Posts with Thumbnails