quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Todas querem ser Marilyn

Resort na década de 50 promovendo concurso de beleza para escolher uma Marilyn Monroe própria. Difícil entender até hoje o nível de popularidade que Marilyn alcançou naquele tempo, nunca antes visto, jamais superado.

As tantas cópias que os outros estúdios concorrentes da Fox tentaram é assunto recorrente aqui na longa jornada deste blog. Mas houve outras tantas anônimas sonhando em ser Marilyn Monroe...

Uma coisa interessante nesta foto (além do próprio concurso em si) é a forma de tirar as medidas. As candidatas com altura em torno de 1,67m precisam literalmente se encaixar nas medias de busto, cintura e quadril.

Divulgadas à imprensa pelo departamento de publicidade do estúdio, as medidas da loira eram 93-58-91. No departamento de figurino constavam as mais modestas 88-58-88.


Ou seja, as pobres mocinhas precisavam ter um corpo que nem a original possuía.

A imagem é um oferecimento Miss Russia

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Encontros e desencontros: Andy Wahrol e TDK


É divertido quando o garoto propagandafamoso nada tem com o produto que anuncia, mas é brilhante quando ambos se casam. Andy Wahrol e TDK nasceram um pro outro!

A campanha englobou anúncios nas principais revistas do Japão, além de comerciais na TV. Você assiste a um deles, já um clássico no You Tube, no player abaixo ou clicando aqui.

No vídeo ele fala em japonês as cores (“Aka, Midori...”, “Verde, azul...”) , mais vibrantes nas fitas daquela marca.

Em 1982 Andy Wahrol estava muito popular naquele país. A exemplo de tantas celebridades internacionais foi convidado a fazer publicidade lá, primeiro apenas gráficas. A parceria com a TDK durou até 1985, auge do VHS, provável época do comercial de TV.

Nesse meio tempo o sucesso do musical da Broadway Cats chegou à Terra do Sol Nascente e foi agregado à campanha. A primeira apresentação do espetáculo no Japão foi em 1983, época em que a propaganda principal dessa página deve ter sido produzida.

O sistema caseiro de gravação em vídeo tinha em sua essência um bom chamariz para a pessoa comum que queria se destacar, ser famosa, aparecer na televisão. Antes dele, aparecer na TV só mesmo através de uma emissora de TV.

Menos mundano, a popularização do VHS ainda proporcionou o aparecimento de muitos vídeo artistas em todo planeta. Qualquer que seja seu uso, inegável a ideal associação com o Papa do Pop.

As imagens são um oferecimento Jezebel

Veja também:

Campanha mais crível dos últimos tempos
Faye Dunaway e um ovo cozido no Japão
Related Posts with Thumbnails