segunda-feira, 21 de julho de 2014

Selma Egrei duas vezes às voltas com o Braille

 Selma Egrei em Sexo, Sua Única Arma (1981 de Geraldo Vietri) 
Selma Egrei em Hoje Eu Não Quero Voltar Sozinho (2014 de Daniel Ribeiro) 

Dois momentos de Selma Egrei no cinema indiretamente correlacionados. De sedutora deficiente visual no começo da década de 80 a avó boazinha de um deficiente visual em filme recente.

Arlete Montenegro e Selma Egrei em 1981
 Mera coincidência, claro, mas não deixa de ser interessante. O próprio cinema nacional em dois momentos absolutamente distintos.

Sexo, Sua Única Arma é quase uma versão de Teorema (1968 de Pier Paolo Pasolini), com inclinações menos políticas. Egrei é uma deficiente visual tão bela quanto misteriosa que se infiltra numa família disfuncional do sul do Brasil.

Toda coitadinha, toda simplória, recebida de braços abertos por quase todos, esconde um ardiloso plano de vingança! Sua intenção ali é seduzir sexualmente todos os homens até destruir a família.

Do jovem seminarista ao patriarca idoso, bobeou ela pimba! Uma maravilha camp com humor involuntário e reviravoltas tão rocambolescas quanto previsíveis.

Não há notícias de que Selma Egrei tenha dado dicas de interpretação ao coleguinha durante as filmagens de Hoje Eu Não Quero Voltar Sozinho.

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails