segunda-feira, 12 de maio de 2014

Vista-se como um gladiador


Subligaculum era essa vestimenta usada por quase todos na Roma e Grécia antigas. Para fazer o seu, é preciso nada mais do que um pano e seguir o gráfico abaixo.

Homens e mulheres talvez vestissem o antepassado das nossas cuecas e calcinhas, embora sejam apenas teorias de historiadores. O conhecimento dos costumes daquele tempo se baseia nas pinturas e estatuetas o que, obviamente, faz apenas supormos o que tinha por debaixo das túnicas ou togas.

Pelos registros, certeza mesmo é de que o subligaculum era usado sozinho para proteger as genitálias de trabalhadores e gladiadores romanos. Sendo mais associado aos heroicos gladiadores.

O item é bastante comum em filmes e séries peplum, ou "sandália e espada", com mínimos cuidados históricos. Até nas produções italianas da década de 50/60.

Pela segurança e mobilidade proporcionada, o subligaculum fazem mais sentido como figurino épico do que sungas em produções como 300 (2006 de Zack Snyder). Evidentemente não haviam máquinas de costura para a existência de roupas resistentes, como tangas de vestimento simples.

Segundo a fashionencyclopedia, o traje era muito parecido com o perizoma utilizado pelos etruscos, sociedade pré-romana que habitava a parte central da atual Itália. Os etruscos, por sua vez parecem ter adaptado a peça do que já existia entre os egípcios.

Em latim subligaculum de forma literal significa “instrumento para amarrar” (Subligo, amarrar, mais sufixo “culum”, para instrumento). É portanto, não só um antepassado das atuais roupas íntimas, mas dos biquínis que só se formam ao serem amarrados na cintura.

A primeira imagem é um oferecimento B-Movie Detective, a segunda Subiglacum

Veja também:

Supremacia pelpum

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails