sexta-feira, 30 de maio de 2014

Diretor neurótico, atrizes novatas


Assistido hoje, Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (Annie Hall, 1977 de Woody Allen) envelheceu e mal. Ele foi o grande vitorioso no Oscar daquele ano, levando quatro estatuetas, incluindo roteiro, atriz, direção e filme.

Uma incrível façanha conquistada por pouquíssimos filmes. Das indicações que recebeu só perdeu a de ator, que, aliás, foi a primeira e última vez que Woody Allen teve  nomeação à categoria.

E exatamente esse sucesso todo que o desgastou tanto, deixando suas piadas surradas, repetidas à exaustão de lá pra cá. A do ato de amor com a pessoa que você mais gosta, a espirrada na cocaína dos outros...

Tudo manjado! Humor tão manjado quanto aqueles terríveis figurinos masculinizados que a Dianne Keaton usa até agora.

Curiosa a presença em papéis ínfimos de pessoas que se tornariam posteriormente muito famosas. Jeff “A Mosca” Goldblum não era novato, mas ainda um desconhecido quando fez uma quase figuração.

Na rua, respondendo sobre o segredo de seu relacionamento aparece Shelley Hack. Foi a estreia da modelo no cinema.

 Alguns anos depois ficaria internacionalmente conhecida integrando o trio principal na série As Panteras (Charlie’s Angels) apenas por uma temporada. Ela entrou no lugar de Kate Jackson, a Sabrina, ficando parceira da Jaclyn Smith e Cheryl Ladd.

Outra que estreou em Annie Hall foi Sigourney Weaver. Aparece no final da fita como a esguia nova namorada de Woody Allen na porta do cinema.

É um caso de gente que começou entrando muda e saindo calada. Ao longe mal da pra reconhecê-la se não fosse indicações como o IMDB.

Por ironia, Shelley Hack tem falas nesse inicio, mas iria muito menos longe como atriz. Já Sigourney Weaver apareceu como mera piada visual (pela altura), mas ainda é conhecida do grande público.

2 comentários:

Marcelo Bonaldo disse...

Também acho que deu uma envelhecida, mas pra mim continua um belo filme...a Diane Keaton dia desses foi no Tonight Show, com esse terninho, magra como um pau e completamente chapada? bêbada? deu dó...acho-a linda nos dois primeiros Godfather, o tempo realmente sucks!

Miguel Andrade disse...

Marcelo, certamente é melhor que muita coisa. mas um bom exemplo da diferença entre filme antigo e clássico.

Related Posts with Thumbnails