segunda-feira, 7 de abril de 2014

Para Veja, faltava sorte a Ingrid Pitt

  Segue a notinha da coluna “Gente”, publicada na revista Veja em 1977:
“Versatilidade não lhe falta. Nascida na Alemanha, fala seis línguas, pratica uma infinidade de esportes e já rodou o mundo trabalhando em teatro, TV e cinema. O que, possivelmente faltou à atriz Ingrid Pitt, 36 anos, foi sorte na escolha dos temas: Especializou-se em filmes de terror. Há cerca de um mês, no entanto, ela foi convidada para fazer o cobiçado papel de Evita Perón, numa versão de sua vida para o cinema, a ser filmada no início do próximo ano, ao lado de ninguém menos que Anthony Quinn, que, claro, interpretará Juan Domingo Perón. As duvidosas declarações de Pitt, de que "nada político haverá neste filme", não convenceram o governo argentino, pois as filmagens em Buenos Aires só serão permitidas depois que o Instituto Cinematográfico Argentino (ICA) aprovar o script. As cenas serão rodadas provavelmente no Uruguai.”


Começa pelo tradicional preconceito com filmes de terror, como se fossem motivo de azar, obras menores. Ingrid Pitt, como se sabe hoje, na verdade teve a sorte de participar de clássicos como Condessa Drácula (Countess Dracula, 1971 de Peter Sasdy) e O Homem de Palha (The Wicker Man, 1973 de Robin Hardy).

Tantas outras atrizes “sortudas” que se dedicaram a filmes dramáticos que agora são esquecidas. Sem um terço da popularidade que Pitt tem, exatamente por estes filmes de terror...

Ela faleceu em 2010 autora de alguns livros sobre a era de ouro do cinema britânico de horror, do qual fez parte, e querida por uma legião de fãs. Uma vitoriosa atriz que sobreviveu ao tempo como uma vampira sexy em filmes elegantemente góticos.

Mas sua maior sorte mesmo foi ter escapado de um campo de concentração nazista, onde viveu por três anos. Outro erro da nota é que ela é polonesa, não alemã!

Quanto a Evita, esse filme nunca aconteceu. Pelo menos ele não existe na filmografia de Ingrid Pitt nem na do ator Anthony Quinn, dedicado a produções de temas católicos na época.

A biografia de Eva Perón mais antiga que existe no IMDB é um telefilme estrelado por Faye Dunaway em 1981. Que, aliás, foi exibido nos cinemas do Brasil, simultaneamente a Mamãezinha Querida (Mommie Dearest, 1981 de Frank Perry).

Curioso como os produtores costumam pensar em interpretes para Evita popularmente conhecidas por sua sensualidade. Depois de Ingrid Pitt, causou barulho a escolha de Madonna para o mesmo papel na década de 90.

Veja também:
Ingrid Pitt R.I.P.
A Condessa Drácula
Eternas rainhas da Hammer

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails