segunda-feira, 24 de março de 2014

Marcha para zumbis

 O maior acerto das trilhas de Fabio Frizzi para zumbis é que ele comenta a principal característica nos monstros: Seu caminhar. Suas composições para filmes de mortos-vivos são definitivas.

Isso lembrando apenas suas parcerias com o diretor Lucio Fulci. Os zumbis clássicos italianos não são afeitos a lampejos de inteligência ou velocidade, são lógicos. Despertam do que deveria ser sono eterno e caminham atrás de presas.

O perigo vem da quantidade deles, que cercam as vítimas sem a menor pressa, seguindo o ritmo próprio. Ouça no player abaixou, ou clicando aqui, a faixa “Voci dal Nulla”, tema de Terror nas Trevas (The Beyond/"...E tu vivrai nel terrore! L'aldilà", 1981).

A primeira parte da trilha de The Beyond é muito diferente, com bucólicos instrumentos acústicos como de sopro e cordas. Só no final da segunda parte, com a entrada dos zumbis ouvimos o bom e velho “Fabio Frizzi para zumbis”.

O filme seria uma história de bruxas e demônios e um antigo hotel na Louisiana construído sobre As Setes Portas do Inferno. A herdeira nova-iorquina (e por isso incrédula) terá que lidar com muito horror e mistério do além.

 A entrada catártica dos mortos-vivos teria sido pedido dos coprodutores alemãs, para aproveitar a onda nas bilheterias do país deles. Frizzi sacou da manga algo referente ao que havia criado brilhantemente para Zumbi 2 – A Volta dos Mortos Vivos (Zombie, 1979).

Assim, os mortos caminham sob uma marcha de marcação pesada e um coro épico, similar ao que Danny Elfman produziria muitos anos depois. Ouvimos ainda algumas palavras que parecem ser em latim, o que também nos remete ao que Jerry Goldsmith compôs para A Profecia (The Omen, 1976 de Richard Donner).

A autorreferência de Frizzi leva todos os zumbis de Lucio Fulci a um mesmo paralelo. Como se cada história cada, transcorresse num mesmo universo, onde, mortos podem sim se levantar.

Infelizmente essa trilha sonora nunca foi lançada a contento. Em 2012 a MondoNews, a exemplo do que fez com a trilha de Halloween (1978 de John Carpenters) o reeditou em vinil, numa tiragem baixíssima.

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails