segunda-feira, 17 de março de 2014

Extremamente calórica


 A mexicana Salma Hayek era a “novíssima” sensação de Hollywood quando apareceu assim na capa da Los Angeles Magazine em 1996. Naquele ano ela ainda foi a Satanico Pandemonium em Um Drink No Inferno (From Dusk Till Dawn de Robert Rodriguez).

Na década de 90 parece que estavam tão cansados do antigo discurso feminista que ninguém se importou muito em ver uma beldade coberta pelo que parecia ser chantili (na verdade era creme de barbear). Talvez os seus conterrâneos tenham estranhado?

Hayek foi aos EUA já com certo cartaz em seu país. Filha de um conhecido produtor de TV, função muito valorizada no México, tinha alguns trabalhos no currículo.

A foto da revista era uma referência óbvia a “Whipped Cream and Other Delights” disco lançado por Herb Alpert & the Tijuana Brass em 1965. Veja a original ao lado, com a modelo Dolores Erickson.

Um simples creme batido nunca deu tanto o que falar. Desde então se tornou uma das capas de disco mais imitada e parodiada de todos os tempos!


Canibais fora do regime devem achar uma delícia! Para o resto da humanidade, é uma imagem deveras enjoativa.

A primeira imagem é um oferecimento Amiright.

Veja também:
Estreia de Salma Hayek em Hollywood
O segredo está no molho

2 comentários:

Anônimo disse...

Lembro desse disco lá em casa. Lembro também que quando criança achava a capa meio nojenta...

Miguel Andrade disse...

Anônimo, bem de gosto duvidoso essa capa.

Related Posts with Thumbnails