segunda-feira, 17 de março de 2014

Ameaça vermelha do espaço sideral

Um dos mais significativos monstros a aparecer em uma ficção científica B dos anos 50 e seu criador Paul Blaisdell. Para quem era verdadeiro herói dos orçamentos irrisórios, lutar com um alien devia ser sopa.

O alienígena de It Conquered the World (1956 de Roger Corman) era feito em espuma e movimentava seus braços graças a um sistema hidráulico que reaproveitava correia de uma velha bicicleta. Em seu interior estava o próprio Blaisdell, passando muito calor.

Como o filme é em preto e branco, a foto é uma rara oportunidade de ver sua obra com as cores originais. Quase todos os seus monstros não foram filmados a cores por evidentes restrições de verba.

Blaisdell começou como ilustrador de revistas pulp, época em que treinou bastante a imaginação. Com mente bastante fantasiosa e aptidão para esculturas, desenvolveu quase que uma dezena de criaturas que se tornariam iconográficas.

Sabem-se lá quantas mais só com o reaproveitamento do material para outras produções. Hábito econômico comum aos filmes do tipo, que existiram aos borbotões na década de 50, muitas com evidentes reflexos do medo pelo comunismo.

Nesta outra foto ele aparece orgulhoso ao lado do amigo Bob Burns, também responsável por efeitos especiais. Provável que estas imagens sejam das excursões pelos rincões dos EUA que a American International Pictures (AIP) fazia para promover as exibições.


Mesmo na época, muitas das suas criações pareciam risíveis e artificiais. Não muito diferente, mas com muito mais charme do que o cinema fantástico costuma nos mostrar hoje com computação gráfica.

A primeira imagem é um oferecimento Horrorpédia

Veja também:
Os monstros de Guerra dos Mundos
4 vezes Carlo Rambaldi
Agora ser high-tec é sopa de minhoca

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails