segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Katrina Vs. Santanico Pandemonium


 
Duas estrelas burlescas de bares que ficam abertos até o amanhecer, repletos de vampiras disfarçadas de strippers. Santanico Pandemonium de Um Drink No Inferno (From Dusk Till Dawn, 1996 de Robert Rodriguez) e Katrina de Vamp – A Noite dos Vampiros (Vamp, 1986 de Richard Wenk) têm tantos pontos em comum...

Se não conhecêssemos a genealogia de Santanico mostrada em Um Drink No Inferno 3: A Filha do Carrasco (From Dusk Till Dawn 3: The Hangman's Daughter, 1999 de P.J. Pesce), daria pra suspeitar de algum parentesco. Uma tia talvez? Fazem parte do mesmo sindicato pelo menos?

Mudas, a vampira de Grace Jones tem relação com as pirâmides egípcias, a de Salma Hayek tem com as pirâmides Astecas. Katrina provavelmente levaria a melhor numa lutinha hipotética entre as duas, até por ser muito mais antiga, e de influência bem maior na casa noturna onde se apresenta.

Ou ainda, talvez o lugar nem existisse sem ela. Seu rosto aparece até em anúncios de jornal pra atrair turistas desavisados ao The After Dark Club.

É claro que as apresentações de ambas são muito distintas, embora façam igualmente a casa parar. Santanico Pandemonium usa cobras, faz tomarem vinho do seu pé, Katrina sem nada disso, além de um manequim sem cabeça pintado por Keith Haring, parece ser mais exótica.

A frequência do lugar 80’s tem muitos tipos rústicos que parecem caminhoneiros. O que a princípio, faz a gente pensar o quão estranho é parar as apresentações das strippers pra entrar no palco um show conceitual que parece de travesti, mas no final todos aprovam.

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails