sábado, 8 de fevereiro de 2014

E diziam que ela estava na pior...

Em 1959 a Vampira entrou pra história ao participar de Plan 9 From Outer Space. A bomba dirigida por Ed Wood é considerada o pior filme de todos os tempos e só viraria cult muitos anos depois.

No ano anterior foi homenageada num rock-n-roll por Bobby Bare, que posteriormente se consagraria como cantor country. Ele lançou um compacto com a música Vampira que você ouve no player abaixo ou clicando aqui.


A precursora da Elvira rumava ao ostracismo (o filme de Ed Wood foi rodado entre 56 e 57), mas ainda mereceu ser citada numa canção. Já não tinha há algum tempo o programa de TV de estrondoso sucesso onde apresentava filmes de terror, mas havia se tornado uma celebridade exótica na mídia.


A própria declararia muitos anos depois que sabia o quanto as coisas iam mal quando embarcou em Plan 9: "Na época achei que o filme era horrível. Eu soube imediatamente que estaria cometendo suicídio profissional, mas eu pensei 'que escolha tenho?' De alguma forma, eu parecia já estar morta."

Podemos duvidar de que a canção é mesmo pra ela pelo nome pouco exclusivo da personagem, mas tudo indica que sim. Amiga íntima de James Dean e Elvis Presley, Vampira ainda combinava com o ritmo do diabo que fazia a cabeça da molecada.

No final da década de 50 o que mais devia ter era gente lançando músicas parecidas. Ao que parece, a canção não fez o menor sucesso, assim como qualquer projeto que ela se envolveu a partir daqueles anos.

A imagem é uma colorização própria sobre imagem que circula pela Internet.

Veja também:
Vampira citada na Folha de São Paulo em 1955
Entrevista com Vampira
Maila Nurmi e a vingança dos rejeitados

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails