quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Meu poderoso chefão favorito

O Poderoso Chefão (The Godfather, 1972 de Francis Ford Coppola) citado em Meu Malvado Favorito (Despicable Me, 2010 de Pierre Coffin e Chris Renaud)! É como encontrar uma joia entre bijuterias.

Não que a animação seja ruim, mas encontrar uma referência dessas num filme “para toda família” é no mínimo surpreendente. E logo a sequência mais sangrenta, uma das mais chocantes do cinema, talvez.

Há outra interessante antes para uma história de pretensões aparentemente fofas. Quando uma das meninas entra numa câmara de tortura que se fecha e vemos um líquido vermelho escorrendo.

Por alguns incríveis segundos de inesperado suspense mórbido chegamos a pensar que aquilo é sangue e que a pequena já era! Mas é só um desenho “para toda família”, não poderia ser outra coisa...

Produções “para toda família” seguem uma linha previsível, com regras rígidas. Qualquer coisinha a mais é digno de louvor em novena.

Por ousadias como estas mereceu uma continuação em 2013 em tom de paródia dos filmes de espionagem 60's. Lamentável que mesmo com roteiro melhor, era inevitável moralizar seu protagonista.

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails