quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Não seja um quadrado

Uma Thurman pedindo para John Travolta não ser um... Quadrado em Pulp Fiction (1994 de Quentin Tarantino). Abaixo, duas fãs adolescentes descobrindo a verdade sobre Fred Flintstone como astro do rock no episódio "The Girls Night Out" de 1961.

O filme reproduz a animação do “quadrado” (Square) igual ao do desenho, mas fazer este gesto era uma coisa bem comum entre os jovens no começo dos anos 60. Aliás, muito antes até.
Em 1953, Betty Grable faz o mesmo movimento com as mãos pra explicar o tipo de peixão que atraiu em Como Agarrar Um Milionário (How to Marry a Millionaire de Jean Negulesco). Que sina!

Gíria tão popular que não precisava ser dita. Talvez os atuais coxinhas sejam os quadrados de ontem.

4 comentários:

Alexandre disse...

Ainda hoje se fala isso! falar "coxinha" aqui no ceará é mais difícil. Curioso mesmo é a substituição da palavra pelo gesto, essa eu nunca tinha visto.

Miguel Andrade disse...

Alexandre, creio que já vi esse gesto em alguns outros filmes. Não lembro quais, mas era comum.

Olha, faz tempo que não ouço quadrado por aqui. Só "besta quadrada", mas aí é diferente. rs

Daniel Tavernaro disse...

Agradeço por esclarecer o que é ser "coxinha" apenas 5 dias depois do meu "novo caso" me chamar disso.



Sem mais.

Miguel Andrade disse...

Daniel, gente certinha, esquisitinha, por forinha. Que andam por aí todos arrumadinhos, cabelo correto, etc. :D

Related Posts with Thumbnails