sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Três músicas para Laurinha

Os temas de Laurinha Figueiroa (Rainha da Sucata, 1990 de Silvio de Abreu) são bons exemplos de escolhas acertadas para as distintas fases da personagem. A troca de discos nacional com internacional coincidiu com o primeiro twist dela.

Muito mais do que simples faixas para encher um LP de coletânea, suas músicas ajudam a contar a trajetória da personagem de Gloria Menezes. Parece elementar, mas em se tratando de novelas, nem sempre é o que acontece.

Acompanhe abaixe os três atos da vilã com seus temas relativos. A novela está em exibição no Canal Viva, rumando ao final.

Logo no inicio (quando só havia o disco da trilha sonora nacional à venda), recebeu A Mais Bonita interpretada por Maria Bethânia. Ouça no player abaixo ou clicando aqui.

A grã-fina num momento financeiro oposto ao que “sempre viveu”, reside numa casa gigantesca forrada de mármore que mais lhe serve como mausoléu gélido. Passa os dias com ares fúnebres, transitando num universo que não reconhece.

Melancólica, a letra de Chico Buarque traz palavras como mágoa, lágrimas, solidão, espelhos. Laurinha se sente sobre tudo injustiçada pela vida, sensação ampliada ao não poder se entregar ao enteado Edu, debaixo das barbas do velho marido.

Coincidindo com o disco Internacional, a popularíssima My Romance de Carly Simon chega para embalar a explicitação dos sentimentos da madrasta. Ouça no player abaixo ou clicando aqui.

Se fosse a mocinha da trama, choraria muito ao som dela, ao invés disso, suspira pelos cantos da mansão. Fica viúva, o que na teoria (ou pelo menos na sua cabeça) significaria que nada mais poderia se opor ao romance.


Como nada vai dar certo mesmo, Laurinha passa a tomar ares trágicos. O crescente descontrole emocional é pontuado por Adagio for Strings, clássica de Samuel Barber que você ouve no player abaixo ou clicando aqui.

A cada derrota escutam-se os violinos tristes, tristes, tristes... Tão tristes que lembramos logo do trágico e marcante final da quatrocentona eternamente com essa música.

Ela não está em nenhuma dos discos da novela, assim como as várias composições de Bernard Hermann que serviram como trilha sonora incidental de outros personagens. Como curiosidade, Adagio for Strings pertenceu à trilha de Platoon, filme dirigido por Oliver Stone quatro anos antes.

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails