terça-feira, 24 de setembro de 2013

BBC recorda data histórica de Doctor Who

A TV estatal britânica BBC lembrou que no dia de hoje (24 de setembro) em 1963, começavam as filmagens do primeiro episódio de Doctor Who, portanto, o programa chega exatamente aos 50 anos. Na histórica cena aparecia a TARDIS (a cabine policial utilizada como nave/máquina do tempo) num cenário desértico junto a uma sombra.

Trata-se da sequência final de "An Unearthly Child". O 1º Doctor, sua neta Susan (!!) e dois professores dela aterrissavam a milhares de anos atrás, mas isso só saberíamos no próximo episódio.

Um pequeno passo para a BBC, um salto gigantesco para fãs de fantasia, história, filosofia, suspense e ficção científica em todo planeta. Estava começando aí uma das mais duradouras e criativas séries já criadas que duraria no ar até 1989 e após hiato de 16 anos, voltaria em 2005 permanecendo até agora em 2013 tornando-se fenômeno novamente, juntando gerações de ávidos telespectadores.

A página oficial do programa lembra que a partir da data celebrada hoje “uma linha foi cruzada, estamos agora exatamente em 50 anos desbravando em torno do espaço e do tempo com um estranho enigmático, e isso é um tempo ridiculamente longo. Nos 50 anos antes de "An Unearthly Child" houve duas guerras mundiais, os loucos anos vinte, a Grande Depressão, surgiu o rock 'n' roll, o surgimento dessa coisa que chamamos de "adolescente", e a introdução destas interessantes caixas azuis da polícia nas ruas das cidades britânicas”.


“Nos anos seguintes”, continua o artigo, “tivemos o swing 60’s, hippies, punks, yuppies, ravers e góticos, Watergate, o Vietnã, o movimento pelos direitos civis, um homem na lua, a internet e o design da caixa azul tem servido mais anos como (máquina do tempo e) nave espacial do que jamais foi como uma cabine telefônica.”.

E diante de tudo isso, fãs (ou Whovians), sem poderem ir até lá, imaginam como será o mundo quando mais 50 anos, ou um século de Doctor Who se concretizar. Falando em Whovians, a lista das celebridades é interessante.

 Entre os ilustres estão Bob Dylan,Simon Pegg, Steven Spielberg e até o ator David Tennant que acabou interpretando o 10º Doctor, um dos melhores. Ah, sim! Dizem que Sua Majestade Rainha Elizabeth II e o Príncipe Charles são telespectadores assíduos do programa.

O último episódio até aqui (The Name of the Doctor ) aguçou bem a curiosidade de todos eles, preparando para o especial de 50 anos, “The Day of the Doctor”, que estreia em 23 de novembro simultaneamente para vários países (inclusive Brasil). "The Name of the Doctor" foi o primeiro a colocar um personagem da fase moderna interagindo com personagens da fase clássica.

Uma das coisas mais fascinantes de Doctor Who é que quando a série retornou em 2005 não optaram por um reboot ou um prequél, que seria comum aos norte-americanos quando reaproveitam produtos de antigo sucesso. Deram continuidade e vão alinhavando todo o universo dos arcos já exibidos, brincando com o tempo e espaço reais e da ficção.

A primeira imagem é um oferecimento dalekdom-fanart

Veja também:
Londres de Dr. Who para turistas (e Daleks?)

2 comentários:

Alexandre disse...

eu sou a última pessoa no mundo que gosta da idéia de "acompanhar" séries de tv mas esse seriado parece ser tão bom,capturou meu interesse. ^^


esse print que tu postou no twitter com o cara falando que vc "enbagulhou" no facebook kkkkkkkkkkkkkkkkkk que infortúnio! tá bonito na foto isso sim ora. kkk

Miguel Andrade disse...

Alexandre, você certamente gostará! Comece pela temporada de 2005. Não caia nessa que está tudo bem se começar por 2007.

No começo parecerá bobinho, mas três episódios depois vocês se apaixonará e não desgrudará mais. Vimos tudo (2005-2013) em pouco mais de um mês.

Eu morri de rir com o comentário. Tão displicente! Hhahaha

Related Posts with Thumbnails