quinta-feira, 26 de setembro de 2013

A palavra é: Gorgota!


Bem aventurada seja nossa amada última flor do Lácio. Sempre com palavras obscuras que a gente sabe o que é, mas não ligava o nome à pessoa, como "gorgota".


Imagino que a expressão gorgota tenha surgido em algum cais do porto, embora o Houaiss diga que sua etimologia seja desconhecida. Consecutivamente me fez lembrar de Querelle, Franco Nero, Jean Genet....

E procurei no acervo da Folha e há incidências da palavra desde 1924, mas nenhuma que eu tenha visto se encaixa na definição aí do dicionário. Dona Bela, a senhora já conheceu uma gorgota?

A primeira imagem é um oferecimento apoteosi248
Veja também:
O pato potoqueiro
A língua portuguesa na caixa de pandora

7 comentários:

Gastão disse...

Eu não lembrava dessa cena com o Franco Nero...Deu vontade de rever Querelle (só me lembro da cena com o Nono).

Miguel Andrade disse...

Gastão, preciso rever também. Só vi uma vez e faz tempinho.

Ei, quem é vivo aparece!

Gastão disse...

Se tem DILF no meio (Franco Nero neste caso), bem provável eu estar na área.

Miguel Andrade disse...

Gastão, nem sei o que é isso. Olha só! hahaha

Opiniões - show-manifesto disse...

Apesar de atrasado, aplaudo a matéria! E acrescento: corajosamente, envelhecida de vida mas inteira de humor, a grande Aracy de Almeida se refere ao termo, em último LP dos 1980! Araca era fenomenal! E gorgota vanguardista, e das mais liberais!!! Att. Heron Ördög.

Barão do Pandeiro disse...

Conheço o termo gorgóta como definição de "comedor de garotos".

Miguel Andrade disse...

Heron, fiquei curioso. Você lembra em que música elas sitava isso?

Barão, acho que como gíria, dá no mesmo, né? :)

Related Posts with Thumbnails