quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Grandes nomes da pancadaria: Dara Singh

Da Índia é mais fácil esperarmos um bolo de aniversário à base de curry do que uma astro internacional de Wrestling. Dara Singh tornou-se uma lenda dos ringues com uma carreira que durou décadas como celebridade cinematográfica.

Num tempo em que a TV engatilhava, o caminho para o cinema era óbvio de quem se destacava na música, esporte e qualquer outra área. Para quem quisesse ver o famoso além do rádio e páginas de revista, bastava pagar ingresso.

 Bollywood recebeu Dara Singh de braços abertos para uma longa trajetória a partir da década de 50. Alguns filmes estrelados por ele se tornaram clássicos, como King Kong (1962) em que ele vira um lutador homônimo do macaco gigante da Ilha da Caveira.

King Kong também era o nome de um colega de ringue que possuía mais de 200 quilos. No começo da carreira, Singh (com 130 quilos) conseguiu erguer o oponente e jogá-lo a metros de distância, para delírio da plateia e dos empresários que usaram tal façanha à exaustão para promovê-lo.

Em 1968 tornou-se conhecido internacionalmente ao derrotar o norte-americano Lou Thesz no Campeonato Mundial. Mesmo assim, jamais trabalhou em Hollywood.

Ao falecer em 2012, aos 84 anos, tinha em sua filmografia com 181 títulos como ator e outros tantos como produtor, diretor e roteirista. Foi reverenciado como uma lenda ainda quando era vivo.

A primeira imagem e algumas informações é um oferecimento Rediff Movies. A segunda At The Edge.

[Ouvindo: Blue Train – Cibo Matto]

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails