quinta-feira, 20 de junho de 2013

Nem só de twist viveu o rock

Mas apenas o twist sobreviveu à posteridade. Pelo menos eu jamais tinha ouvido falar de qualquer uma destas danças além dele.

O que a gente chama de dancinha em filme do Elvis ou Russ Meyer tinha cada qual um nome. Todas promovidas pelos dançarinos do programa Hullabaloo, exibido na ABC entre 1965 e 1966.

Além das figurinhas 3D lenticular acima e ao lado, dá pra achar alguns exemplos no You Tube, mas sem ler a discrição seria difícil identificar cada uma. O Freddie mesmo possui vídeo com a bandinha britânica Freddie and the Dreamers.

Parece que foi o único hit deles embora "Do the Freddie" (cuja letra mandava as pessoas dançarem o tal Freddie) embora conquistaram boa posição no top ten dos EUA.

Para fazer o Freddie, segundo a Wikipédia, “simplesmente fique no lugar, então, no ritmo da música primeiro estenda a perna esquerda e o braço esquerdo, em seguida, a perna direita e o braço direito. Repita até a conclusão da canção.” Nada muito elaborado como qualquer coisa que venha do nosso carnaval baiano...

Nunca realmente decolou, mas ressurgiu na década de 80, junto a tantos outros modismos bizarros 60’s, relembrados na década. Começou sendo citada na comédia Confusões em Beverly Hills (Troop Beverly Hills,1989 de Jeff Kanew) com Shelly Long e foi parar nas garras de Freddy Krueger.

Freddie obviamente se tornou Freddy no álbum Freddy's Greatest Hits. Versão esta, por incrível que pareça, muito mais suave do que a original que não deve ter gerado dancinha.

A primeira imagem é um oferecimento Wacky Stuff

Veja também:
Casatschok – A Nova Dança Sensação

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails