quarta-feira, 15 de maio de 2013

Gênio diabólico de forno e fogão

Não é chique pra chuchu? Uma notinha para Vincent Price na tradicional coluna Gente da revista Veja (Edição de 13 de junho de 1973)?

Exatos 40 anos atrás! Price, pelo que se entende com a existência do texto, era um reconhecido ator não apenas por grupo de admiradores de certo gênero de filme.

“A Vingança do Dr. Morte”, seu 103º trabalho (!!!), é intitulado em português no IMDB como A Casa do Terror (Madhouse, 1974 de Jim Clark). Em DVD foi distribuído pela Magnus Opus como Dr. Morte.

Agora, encafifado mesmo eu fiquei com a referência a seu livro de culinária Tesouro das Grandes Receitas (A Treasury of Great Recipes). Toda uma vida peregrinando por sebos e jamais o vi.

Confesso que nunca me ative à parte da culinária, mas mesmo assim é estranho sua ausência até em buscas pelo Google. E a revista até dá seu valor 105 Cruzeiros, o que quase nos dá a certeza de que foi realmente editado aqui.

Autor de alguns livros sobre gastronomia e arte, a nota da Veja é a primeira citação que encontrei a algum deles em português do Brasil. Ficarei alerta.

Só não espero encontrar algum dia uma edição caprichada como esta da foto ao lado. Capa digna de um livro de receitas escrito por algum de seus personagens diabólicos.


7 comentários:

Gastão disse...

Pesquisei rapidamente e na amazon.com há alguns à venda (variando entre 64 dólares usado, até 403 dólares novo). Tenho curiosidade em relação a livros (ou revistas) antigos com receitas: será que o sabor da comida também resulta "nostálgico", será que ao provar o prato dá para perceber que é uma receita dos anos 60 ou 70?

Gastão disse...

Ah, abafa o meu comentário anterior, agora entendi, vc está intrigado é se existe a versão traduzida em português; como a notinha não deu referência da editora no Brasil, pode ser que o autor (da nota) se referiu ao livro original mesmo, traduzindo o título e convertendo o valor para o leitor ter uma ideia.

Miguel Andrade disse...

Gastão, então, também pensei nesta hipótese. Uma notinha correndo, sem nada estar certo sobre a tradução.

Tenho alguma coisa de culinária antiga. As medidas são diferentes, farinha sempre peneirada, muita clara separada da gema. rs

A maioria dá preguiça de tentar fazer.

Graças a Mad Men, lá fora saíram alguns livros com receitas 60's. Talvez sejam adaptadas aos nossos tempos.

Daniel Tavernaro disse...

Receita antiga, pra mim, é sinônimo da "gelatina salgada" - ou, chiquemente, "aspic". Semana passada, por muita coincidência, corri aqui e mostrei para duas colegas de trabalho o que era o tal aspic, pois estávamos indo a um restaurante "gourmet" e no cardápio de entrada tinham duas especiarias do tipo, rs. Até tentei comer, mas não deu .....

Miguel Andrade disse...

Daniel, esse comentário do Gastão me fez lembrar da tua Galatina também. Hahaha!!!

Gastão disse...

Hum, aspic é realmente um clássico de época. Tenho vontade de provar, mas como vc disse, não de fazer; li algumas receitas, e achei deveras trabalhoso (preparar o caldo, clarificar o caldo, montar uma camada, esperar solidificar, repetir o processo). Pelos comentários no site da amazon sobre o Treasury, as receitas ali devem render coisas gostosas mesmo, porque a maioria elogia o livro. Como é que vc detectou essa nota, nessa edição específica da Veja?

Miguel Andrade disse...

Gastão, achei pq to sempre atrás de qualquer coisa de alguns nomes.

Related Posts with Thumbnails