segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Super star do macabro

O mais escabroso dos serial killers é obviamente o mais filmado. Não sei se Ed Gein é realmente o mais filmado, mas sua história gerou pelo menos uns três filmes muito famosos.

Pode não parecer muito, mas Marie Cure, cientista laureada com prêmios Nobel de física e química, foi retratada em apenas um. Só pra citar uma personalidade real de importância benéfica à humanidade.

O maior de todos inspirado em Ed Gein (leia mais sobre ele clicando aqui), claro, é Psicose (Psycho), dirigido por Hitchcock em 1961, quando a descoberta de seus crimes era coisa recente. Mas tem ainda O Massacre da Serra Elétrica, O Silêncio dos Inocentes e tantos outros com psicóticos.

E ainda o obscuro Deranged: Confessions of a Necrophile (1974 de Jeff Gillen e Alan Ormsby). Não obscuro porque seja ruim, mas porque é grotesco demais para alcançar um público maior, que o tivesse cultuado nestes anos todos.

Com a sutileza de um elefante, Deranged (Demente em português, numa referência a Psicose) é narrado como se fosse uma longa matéria de telejornalismo. Chega a ser engraçado a entrada do repórter dentro da cena com microfone em punho falando diretamente para a câmera.

 É de todos um dos mais fiéis aos atos de Ed Gein, com momentos de plena repulsa visual, embora não conste que o real tenha experimentado a necrofilia. A crueza das imagens, dignas de qualquer filme B (ainda mais 70’s) ajudam na atmosfera extrema.

Veja também:
Ed Gein: mais macabro do que a ficção

[Ouvindo: Promenade San Paulo– The Brasileiros]

3 comentários:

Pri[s] disse...

Miguel, você assiste à série American Horror Story?

Na segunda temporada existe um serial killer claramente inspirado no Ed!

Refer disse...

O serial killer mais referenciado no cinema deve ser Jack The Ripper.

Miguel Andrade disse...

Pris, sim! Assisti. E no filme Hitchcock o próprio Ed aparece.

Refer, bem lembrado! Ed Gein deve ser o segundo!

Related Posts with Thumbnails