segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Sentinela da TV: Paranormal Witness

Produção original do canal Syfy, Paranormal Witness é, quiçá, das coisas mais assustadoras que já assisti. Imagine um Linha Direta, mas apenas com causos de fantasmas, ufos e coisas do gênero.

Cada episódio um caso de contato com o sobrenatural é reconstituído enquanto que a testemunha real, que acredita ter vivido aquilo, entrecorta a encenação com seu relato. Primeira temporada (2011) foram seis episódios contendo duas histórias cada e na segunda (2012) foram 12, apenas uma por vez em sua maioria.

 Diferente de series com argumentos independentes, onde o resultado é irregular, boa parte é no mínimo empolgante. Mesmo quando paramos (e é comum) pra tentar entender como aquilo ali pode ter sido fraude.

A favor dos fantasmas estão certas coerências de assombros. Também é similar a vida que aquelas pessoas tinham quando começaram a observar portas batendo, vultos, pedidos de socorro de vozes guturais.

Donas de casa com o lar desfeito, tendo que lidar sozinhas com a criação dos filhos e reencontrar seu papel na sociedade, parecem ter propensão a contatos do tipo. Mas há outros, claro.

As melhores são aquelas que tiveram ligações com fatos ocorridos no passado que não sejam de conhecimento de ninguém até serem confirmadas por historiadores. Com várias testemunhas (policiais inclusive) também são interessantes.

Suspeito, a lá Padre Quevedo, de quando pessoas vão morar onde era um antigo velório, casa de campo que foi de famoso serial killer, etc. Com medo de antemão, a gente vê e ouve qualquer coisa mesmo.

De qualquer jeito, em termos de horror e suspense está muito acima do que vem sendo feito nesses gêneros no cinema. Bom exemplo é o episódio “The Dybbuk Box” (S02E04) cuja história também inspirou o filminho tolo Possessão (The Possession, 2012 de Ole Bornedal).


[Ouvindo: Call Me - Nancy Sinatra]

6 comentários:

Gastão disse...

Detalhe do nome da pessoa que aparece na tela: Mari-Lynn. Vc assistiu esse episódio, Miguel? Mari-Lynn é do show-business?

Miguel Andrade disse...

Gastão, acho que não é. Todo mundo ali é dona de casa. KKKKkkkkkk

Gastão disse...

Interessante uma "average person" de lá com um nome assim. Lembra nome de cantora pop (remix de uma música qualquer da Beyoncé, ou Madonna, etc, feat. Mari-Lynn). Vc ainda assiste essa série? Faz muito tempo que não vejo mais nada nesse estilo, fico incomodado depois para dormir.

Miguel Andrade disse...

Gastão, a primeira vez que vi essa série foi acidental, quando abriram o sinal do Syfy (que aliás, adorei e lamento não ter no meu pacote). Daí saí a cata de legenda e episódios na Internet.

Agora já vi as duas temporadas. Esperando a chegada da terceira.

Rubens Rodrigues disse...

Vi apenas o piloto e achei ótimo, principalmente porque, como você destacou no texto, é assustador de verdade. Perdi os episódios restantes quando meu PC antigo morreu, mas pretendo pegar tudo de novo quando a summer season chegar.

Miguel Andrade disse...

Rubens, tem tudo por aqui na web!

Related Posts with Thumbnails