segunda-feira, 15 de outubro de 2012

As Certinhas do Criswell (que fim levaram?)

E tive que fazer o sacrifício de rever Orgy of the Dead (1965 de Stephen C. Apostolof). Um dos mais altos postos no meu top ten de vergonhas alheias cinematográficas.

Roteiro de Ed Wood Jr., baseado num livro do mesmo, é sobre um casal que se acidenta na porta de uma cemitério e é obrigado a assistir a uma exibição de strippers macabras. Contei umas nove ou dez moças que tiram a roupa em situações tão sexys quanto entediantes.

Hora são noivinhas abandonadas saracoteando os peitos sob esqueletos, hora são indiazinhas selvagenzinhas... E salve Nossa Senhora do Fast Forward!

Impossível não pensar no que essas moças viraram. Aposto que muitas se tornaram pacatas donas de casa num subúrbio qualquer.

Aquelas de avental todo sujo de ovo que ralham com os petizes ranhentos que brincam no terreiro. Adeptas de uma religião cristão qualquer...

Mas nem todas! A minha favorita, a gatinha que gosta de apanhar é a única que conseguiu dar as caras num filme conhecido, produzido por um grande estúdio!

Lorali Hart, que nos anos 60 assinava bucolicamente como Texas Starr foi mais longe! Pela filmografia no IMDB conseguiu aparecer em dois Corra Que A Polícia Vem Aí e em papéis diferentes!

No primeiro filme de 1988 ela é a Mulher Da Sacada. Leslie Nielsen pendurado num prédio vai agarrado no que pode até chegar aos seios dela, que está na janela só de sutiã falando ao telefone.

No terceiro, Corra que a Polícia Vem Aí 33 1/3 - O Insulto Final de 1994 está creditada como A Mulher Melão. Isso! Ela foi uma mulher fruta, bem antes do expediente Mulher Fruta entrar em voga no Brasil.

Aparece na sequencia em que Nielsen está distraído num supermercado e apalpa seus peitos achando que é um melão. É quase a mesma piada do primeiro, mas com cenário diferente.

O melhor foi colocar Lorali Hart no Google e descobrir que ela se tornou especialista em fotos de nudez na terceira idade! Ou melhor, fotos pornográficas, em posições ginecológicas.

Em quilos e quilos de imagens voltadas a apreciadores o gênero.  Uma verdadeira estrela da Melhor Idade!

Quanto à vida pessoal mesmo descobri quase nada. Pra ser sincero, nem se ainda perambula desnuda entre os viventes.

Mas olha, quanto às fotos, não me espanto. Afinal, pin-up (como qualquer profissional do mundo) também envelhece.

Veja também:
A inacreditável Orgy of the Dead
Eterna volta ao vale das bonecas
Strippers são como diamantes…


[Ouvindo: Too Hot to Handle – Giorgio Moroder]

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails