quinta-feira, 5 de julho de 2012

Twiggy no mundo da revolução

Coisa mais óbvia a Twiggy ter ganhado uma paper doll sua. As roupinhas registram muito do mood 60’s

A primeira super modelo reconhecida popularmente surgiu numa época em que Hollywood via seu star system ruir. Estrelas de cinema, um dos totens da indústria, não interessavam mais pra virarem capa de revista.

Ajudou muito o rígido código de conduta praticado pelo cinema americano há décadas. Filmes caretas, personagens retratados idem.

Isso num período em que a contracultura explodia em todo planeta. Quando se tornou proibido proibir, fez muito sentido o surgimento de gente descolada como a Twiggy assim como a atenção ao mundo da moda, agregador de grupos.

Não há toa que uma série de produções independentes começou a ser feita nos EUA, isenta dos velhos padrões dos grandes estúdios. Estes, claro, não demorariam a abraçar os novos rumos do planeta.

As imagens são um oferecimento Ondirai Duveau

Veja também:
Veterana do carón


[Ouvindo: You And Me Song – The Wannadies]

15 comentários:

Refer disse...

Legal essa capa!

Eu diria que Veruschka e Jean Shrimpton foram supermodels que viraram ícones pop antes de Twiggy. Estou enganado?

Leticia disse...

Tem outra coisa que eu acho, isto é, é coisa da minha percepção: depois de séééculos, o mundo se virou para a Inglaterra, por causa dos Beatles. Desde quando isso não acontecia? Desde Churchill?

Daniel Tavernaro disse...

Legal o comentário do Refer. Me fez ir procurar quem eram as citadas, para ver se, por foto, lembrava. Bam! Uma das fotos mais bonitas que eu conheço é com a Veruschka:

http://3.bp.blogspot.com/_MjmpP3OokpM/SMVNQWUaH1I/AAAAAAAACDU/eXO33VEDhIs/s400/avedon_veruschka.jpg

Miguel Andrade disse...

Refer e Daniel, existiram muitas outras antes, claro. Nenhuma SUPER famosa como Twiggy, tão popular quanto as atrizes de cinema eram antes.

Letícia, parece isso, sim. E o inglês ganhou mais destaque no mundo todo a partir daí.

Refer disse...

Daniel, procure assistir ao filme 'Veruschka' feito pelo fotógrafo Franco Rubartelli no início dos 70. Tive a sorte de assistir no cinema, na época; acho que vc encontra fácil na net. O filme é inteiramente dedicado à modelo, focando a beleza e a personalidade dela, praticamente não tem história.

http://www.imdb.com/title/tt0067942/

Procure ouvir a trilha de Ennio Morricone para o filme — há várias faixas postadas no YouTube.

Rubartelli: 'Veruschka é o mais belo animal que existe.'

Refer disse...

BTW nunca tinha visto essa foto de Richard Avedon com a musa. É sensacional!

(acho que ainda)Tenho uma Playboy americana com um editorial de Rubartelli fotografando a Veruschka como se ela fosse um bicho: sem roupa, com o corpo todo pintado no meio da natureza (sobre árvore, em savana etc.)

Refer disse...

Hoje estou com a macaca: O mundo se virou para a Inglaterra nos anos 60 por causa de uma série de fenômenos de massa: o caso Profumo (por onde anda Christine Keeler e Mandy Rice Davies?); James Bond; Beatles e o som de Liverpool; a moda fashion feminina, a minissaia, Mary Quant, o 'look' das modelos, cantoras e atrizes inglesas, Marianne Faithfull, as Shrimpton, Jane Asher, Julie Christie, Susannah York, Susan George,Jane Birkin, outras, que se tornaram o ideal de beleza da época, e ainda o futebol inglês que deu um up, revelou craques fantásticos como Bobby Charlton, Dennis Law e George Best, que garanto para ti, Letícia, jogavam muito melhor que Sheik, Liedson e Gilsinho; e mais a Inglaterra venceu a Copa de 66!

Daniel Tavernaro disse...

Refer, ainda, mais na segunda metade da década, tem os rockeiros (Rolling Stones, David Bowie, ...) e os neo-punks.

Vou procurar o documentário.

Miguel, em relação à beleza, a primeira coisa que conheci, ou ouvi falar, foi Martha Rocha. Sobre modelos mesmo, ou ícones da moda, foi Twiggy. Principalmente porque ela era o oposto do ideal de "mulher norte-americana da década de 50 e começo da de 60".

Miguel Andrade disse...

Refer, também lembro dessa foto da Veruschka pintada de bicho na Playboy. Tive uma edição especial com as famosas do passado, e incluíram essa imagem.

Enfim, no caso da Twiggy, volto a dizer, ser refere ao povo, populacho, povão. No mesmo caso, talvez se encaixe aí os Beatles.

Daniel, eu também ouvi falar da Twiggy antes de qualquer outra. Peguei resquícios da época.

As Tertulías disse...

Nossa... quanto tempo... Amei!!!! Uma vez recebi um cartao com uma bonequinha da Nancy Reagan e os seus prediletos "10 outfits to help change the world". Pena que joguei fora... seria ótimo material hoje em dia!!!!!

Miguel Andrade disse...

As Tertulías ,e chega a ser aflitivo tanta coisa bacana que a gente foi se desprendendo com o passar do tempo... Mas não dá pra carregar tudo!

Leticia disse...

Meninos, o que tenho é percepção do que via na infância. Bandeiras da Inglaterra em tudo, e... o que mais pode ter influenciado a Jovem Guarda, p. ex., do que o visu aristocrático-militar dos Beatles?

E coisas americanas, como carrões e TODO o guarda-roupa de Elizabeth Taylor, eram coisas bem demodé pra juventude.

Miguel Andrade disse...

Letícia, vejo assim também.

Refer disse...

Já que vc não atualiza a bagaça:

Aqui, Steve Clayton - Girls Are Imitating Twiggy
http://www.youtube.com/watch?v=H6ueXxWWI9E

Aqui uma PUTA SURPRESA pra mim, Twiggy cantando com meu ídolo Tim Hardin - The Lady Came From Baltimore
http://www.youtube.com/watch?v=xcTAeoENqXs&feature=related

(lembrando sempre que cada um tem o ídolo que merece)

Miguel Andrade disse...

Refer, calma! Já atualizo!!!!

Related Posts with Thumbnails