quarta-feira, 6 de junho de 2012

Caroline Munro canta, dança e representa

Ela, belíssima, foi Bond Girl, esposa morta do Dr. Phibes, gatinha do Drácula... E cantora! Carol Munro não passaria despercebida da indústria fonográfica.

O single Pump Me Up não deve ter ido parar nas paradas de sucesso, mas tá valendo o registro de que ela estava pronta pra tudo. Ouça no player abaixo ou clicando aqui.

Daquelas coisas que surgiram aos montes na onda do Physical da Olivia Newton-John. Quando a galera do começo dos 80 trocou as discotecas pelas academias de ginástica.

Naturalmente morena num universo de predominância loira, teve a honra de ser contratada da Hammer Films na década de 70. No período trabalhou com astros do porte de Christopher Lee e Peter Cushing em filmes como Drácula no Mundo da Mini-Saia (Dracula A.D. 1972, 1972 de Alan Gibson) e Captain Kronos - Vampire Hunter (1974 de Brian Clemens).

Longe da Hammer, apareceu estática numa cama de vidro para loucura de Vincent Price nos dois filmes do Dr. Phibes (1971 e 1972 de Robert Fuest). Sem texto, não foi creditada, mas é perfeitamente reconhecível.

Entrou para a galeria das beldades que atiçam James Bond em 007 - O Espião Que Me Amava (The Spy Who Loved Me, 1977 de Lewis Gilbert). Época em que recebeu o convite para posar nua na Playboy, coisa que jamais aceitou.

Ao que tudo indica, sua carreira cantando ficou no single audível no player deste post. Como atriz segue firme e forte agora como cult, tendo uma produção a ser lançada em 2013.

As imagens são um oferecimento Listal

Veja também:
Eternas estrelas da Hammer
Caroline Munro - Certinha do La Dolce
Respeito ao Capitão Kronos



0 comentários:

Related Posts with Thumbnails