quinta-feira, 19 de abril de 2012

Vingança sem raízes: Do inferno ele voltou

Para quem acredita na força da natureza, From Hell It Came (1957 de Dan Milner) é o filme de cabeceira. O Cidadão Kane do mundo dos vegetais.

Um cara injustamente acusado pelos nativos de ilha dos mares do sul é sacrificado num ritual de vodu. No além e com sede de vingança ele retorna, ou melhor brota (!!!) da terra na figura de uma árvore.

Mas não uma árvore qualquer, daquelas que ficam paradonas pelos cantos. Possuído pelo espírito Tabanga, consegue perfeitamente caminhar buscando a desforra de quem duvidou de sua palavra.

Para sorte, há na ilha um grupo de cientistas americanos brancos que podem salvar a todos. Entre eles, evidente, há uma doutora loura e frágil por quem a árvore cairá de amores.

Essa ficção científica com toques paranormais é uma das mais indicadas para quem gostaria de se iniciar no cinema de baixo orçamento 50’s. Não se trata daqueles que o roteiro é tão ruim quanto os efeitos especiais.

Engraçado involuntariamente o tempo todo e com duração curta, entra facilmente em qualquer lista dos melhores entre os piores. Até pelo inusitado monstro-árvore de borracha...

...E a cena da areia movediça! Um registro de vergonha alheia em celuloide.

No Brasil, From Hell It Came foi exibido com certa frequência nos anos 90 antiga sessão Cine Bizarro do Warner Channel. Nos bons tempos em que se pagava para ter uma TV um pouco diferente.

[Ouvindo: Get Yourself High – The Chemical Brothers]

8 comentários:

Marcelo Serrano disse...

Barbárvore curtiu isso e mandou beijos!
hahahahahahahahaha

Miguel Andrade disse...

Marcelo, hahaha! Devem ter parentesco...

LH disse...

Pior eu, que já fui lendo "Possuído pelo ritmo ragatanga"...

Miguel Andrade disse...

LH, olha que o filme daria lindas imagens para um clip de ragatanga.

Koppe disse...

Pois é... pra quem já desconfiava que o Monstro Do Pântano não era uma criação original, depois de saber que nos quadrinhos brasileiros existia um personagem muito semelhante chamado "Morto Do Pântano", criado por Eugenio Colonnese muito antes, tá aí a prova definitiva que nem mesmo Colonnese foi original...

O mais irônico é que existe também o Homem-Coisa, a versão Marvel do Monstro Do Pântano, que gerou um filme tão ruim que a própria editora não fez questão de divulgar muito. Imagino que em comparação ele perca para este filme de 1957, e os dois filmes do Monstro Do Pântano conseguem ser piores ainda, principalmente depois que um certo Alan Moore transformou o Monstro em muito mais do que um simples zumbi-planta vingativo.

Miguel Andrade disse...

Koppe, mas pode ser só coincidência mesmo. Monstro planta parece uma ideia comum.

Sempre quis ver esse Monstro Do Pântano trash e ainda não consegui. A Marvel tem toda uma tradição em filmes ruins. rs

Leticia disse...

Fui ver o que é Tabanga...

Os caras deviam ter um globo muito detalhado. Girava e...

Miguel Andrade disse...

Letícia, eles adoravam estas palavras ~selagens~. Já vi Nabonga, Tabanga...

Related Posts with Thumbnails