sexta-feira, 23 de março de 2012

Um brinde a Joan Crawford!

Um brinde de Pepsi, evidente! Joan Crawford estaria completando 107 anos nesta sexta-feira.

Mais de meia centena desses anos dedicados à permanência no topo do Olimpo das grandes estrelas. Se mantém lá firme e mais forte do que nunca entre seus admiradores.

Desconhecendo a data, por coincidência, eu estava preparando outro post com ela para hoje, mas que não caberia na data. Só podemos agradecer por tantos momentos de diversão que na tela e nas histórias pitorescas fora dela.

A imagem é um oferecimento Hooray For Hollywood


21 comentários:

Dinorama disse...

Parabéns e que essa grande atriz seja sempre lembrada por nós!

Miguel Andrade disse...

Dinorama, pelas sementes que plantou em vida será! Sem dúvida.

BB disse...

Happy bday to u, mr. president - Marilyn Monroe

só pra deixar a Joanzita bravinha. <3

mudando de assunto:

"Quando nasci, Deus disse “esse é o cara”. Tenho nove filhos – oito
homens e uma princesa – e, apesar de eles terem sido criados no Rio de
Janeiro e no meio televisivo, nenhum é homossexual, drogado, bandido,
antipático, sem talento, preguiçoso e nem portador de doença alguma. Sou
ou não sou o cara?" CHICO ANYSIO

Revista IstoÉ Gente, de 30/04/2007


Posso estar sendo radical, ou coerente demais. Não tenho nada contra o "artista" mas... ele morreu e eu...caguei e andei. rs

Bjss

Miguel Andrade disse...

BB, também nunca achei muita graça nele. Se fosse algo tão triste assim a falta dele não estaria distante da TV faz tempo por baixa audiência.

Dinorama disse...

Ele sempre foi um comediante preconceituoso,sinceramente não o considero o maior humorista desse país.

Miguel Andrade disse...

Dinorama, achei curioso hoje uma editora de jornal grande falando que ele fazia "humor sem ofender".

Risos! Sem ofender a ela, né? Tomo por exemplo aquela escolinha, um poço de minorias estereotipadas.

Alexandre disse...

Preciso assistir algum filme dela,até agora só vi Baby Jane (e gostei muito)

um brinde de Russia Libre! haha

Miguel Andrade disse...

Alexandre, Russia Libre ia vodka, a cientologia não nos permite álcool.

Alexandre disse...

Miguel, cientologia é pra fazer qualquer pessoa sensata corar, ela era seguidora?

Miguel Andrade disse...

Alexandre, viajei! Estava convertida à Ciência Cristã quando morreu em 77.

Confundo as duas coisas às vezes.

Leticia disse...

Tá certo que não é lá grande coisa porque ando cheia de serviço, mas é a primeira vez que vejo depoimentos sinceros sobre o Chico Anísio esses dias.

Lembro perfeitamente bem que há uns anos só havia críticas contra ele: isso tudo que vocês mencionaram mais o fato de seu humor estar velho (isso antes de CQC ou Pânico - no tempo do Casseta & Planeta).

Tudo foi suspenso quando ele ficou mal das pernas, e culminou agora. Ninguém precisa esculhambar uma pessoa que acabou de morrer, mas daí a chamar de gênio...

Miguel Andrade disse...

Letícia, pois é! Sinto que figuras como a dele quando se vão causam mais celeuma hoje, pq pra internet poder existir 24 horas por dia precisa de assunto.

Refer disse...

É justo exigir que um artista de 70 anos ou mais se recicle, renove, revolucione? Me parece que não. Tanto que ninguém exige isso de Bob Dylan.

Se não for ofensivo para alguém (minorias, maiorias, sei lá) não é humor; humor a favor é bajulação.

CA, o homem, era um pote até aqui de mágoa, não suportava crítica nem ser contrariado; inventava desafetos. Já o humorista, o artista de rádio e TV foi quase impecável. Isso sem falar nos bons livros que escreveu e nas boas músicas que compôs. Chico não era exatamente um homem da Renascença, mas também não merecia ser condenado ao esquecimento no final da vida, tal como foi.

Miguel Andrade disse...

Refer, eu exijo! E por isso estou aqui, assim...

Daria um belo chute no traseiro de gente ativa que vive de glórias passadas.

Refer disse...

Delírio teu. Os artistas veteranos vivem, quase todos, de glórias passadas.

Mais: o que vc dá para eles (artistas veteranos) para exigir tanto em troca?

Vc me lembra uma canção de Melanie Safka, chamada 'Nickel Song', que diz assim: "Eles colocam um níquel (na jukebox) mas exigem uma canção de um dólar."

Melanie ainda está ativa, vivendo de glórias passadas. Vai lá dar um chute no traseiro dela. Ou ouça a música dela sem preconceitos, de repente vc pode até gostar.

Leticia disse...

Olha, meninos, na minha pequena experiência (e a tenho, podem acreditar), acho que todo mundo precisa saber a hora de parar. Mesmo os gênios, os artistas, os famosos.

O Refer tem razão: o CA era um poço de mágoa: queria porque queria que todos o vissem como era nos 70. E lá ia, já velho, com sua metralhadora giratória, seu desdém ao novo, e tal. Ninguém gosta de ouvir uma pessoa assim.

Qualquer ser humano deve baixar a bola uma vez por semana e lembrar que não passa disso: um ser humano.

Também entendo o Miguel, porque casualmente ELE reverencia glórias passadas.

Mas a "crueldade" do mundo não depende do que eu, Miguel ou Refer pensa. Ela é o que é e pronto. E o artista, que lida com essas coisas, deveria ser o primeiro a prever seu próprio ostracismo.

Miguel Andrade disse...

Refer, assim você me confunde! Ainda outro dia você estava reclamando da Gal Costa na capa da Rolling Stone. Este seria o problema de nada de novo ter surgido na nossa música...

Letícia, bem isso. Infelizmente nossa cultura (pelo que me parece) não permite que ninguém sobreviva como artista cult.

Sabe? Cantou, rebolou comicamente nos 70? Ótimo, uma fofa que fará shows referentes á época pro resto da vida.

O que acho sacal é gente aproveitando do sucesso que já teve usar disso pra sair por aí gravando qualquer bobagem.

Quanto ao finado Chico, se ele fosse o que estão pintando no sentido de amado pelo povão, teria morrido no Projac, indo gravar. Coitado amargou anos e anos na geladeira porque NINGUÉM queria simplesmente assistir ao que ele fazia.

Leticia disse...

A gente não sabe como rolou, tudo acontece na filigrana. A julgar pela postura dele nos últimos anos, devia ser uma casca de ferida continuar trabalhando com ele.

Esses caras - TODOS - são vaidosos ao extremo, e quando sentem alguma diferença de conjuntura, tendem a radicalizar a vaidade, as exigências...

Esses dias rememoraram um troço que eu ja tinha esquecido: ele foi embora pra NY com ZCM, já bufando e falando mal de todo mundo. Algo aconteceu, porque ela apareceu na vida dele em plena Escolinha do Professor Raimundo.

Vai ver foi pé frio dela mesmo. Pra quem não é do tempo, ela foi protagonista numa das ações mais crueis do governo junto à sociedade brasileira - joga lá no Google "confisco da poupança".

Miguel Andrade disse...

letícia e ele casou com a piada, né?

Ninguém mais lembra desse capítulo recente da história. Muito gozado isso.

Leticia disse...

Engraçado que o recente é rapidamente esquecido... para depois surgir em honra e glória recontado diferente, atendendo a interesses ou sob desleixo de pesquisa mesmo...

Miguel Andrade disse...

Letícia, verdade! Ou, no caso de figura já esquecidinha, catam apenas uma coisa recente óbvia que andou fazendo.

Vide cada um daqueles da escolinha quando foram morrendo.

Related Posts with Thumbnails