sexta-feira, 16 de março de 2012

Asas para a garota da capa

Meg Myles numa foto que poderia ilustrar o verbete “lânguida” em qualquer enciclopédia. Não saquei, a bem da verdade, qual relação entre o nome da revista com o público masculino.

Deve ter alguma relação com Blackjack (21)? Nunca entendi de baralho. Sou dos que chama de coraçãozinho, coraçãozinho preto, espada, trevinho...

Quanto à boazuda, é das raras pinups 50’s que seguiram carreira fora do meio das moças com pouca roupa. Encontra-se aposentadinha desde 1995, mas foi ativa na TV em quase todas as décadas.

Antes deu só uma parada na década de 70, suponho que por causa de algum amor. Consciente mais dos atributos físicos do que dos artísticos perguntava: “Quantas atrizes com um busto de 40 polegadas já ganharam um Oscar?”.

A imagem dela mais recente foi publicada pelo The Wall Street Journal em 2010. Na sessão Fotos de Nova York da Semana Meg Myles aparece como ex modelo e pinup que “mantém e cuida de pássaros no banheiro de seu apartamento no Upper West Side”.

A capa é um oferecimento Retro-Space

6 comentários:

Refer disse...

21 é a idade da maioridade. Nos velhos e gloriosos anos 50 havia filmes proibidos para 18 anos e para 21 anos.

Aos 21, podia-se casar sem consentimento dos pais, tomava-se posse de herança, podia adquirir e vender bens imóveis e ganhava a liberdade de viajar ao exterior sozinho, dispensando a companhia dos pais ou de um tutor legal.

Acho que as leis mudaram.

Miguel Andrade disse...

Refer, SIMPLES!!! E eu não tinha pensado nisso. Juro!

Alexandre disse...

encontrei esta página e lembrei logo de você. http://bert-trashboi.blogspot.com.br/2011/08/grey-gardens-1975.html abraço!

Miguel Andrade disse...

Alex, que legal! Deu vontade de assistir.

Alexandre disse...

Legal a critíca que tu fez do Querelle no Cinemorama, realmente é um filme sobre machos! abraço!

Miguel Andrade disse...

Alexandre, legal! Obrigado! :)

Related Posts with Thumbnails