quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Eu sei o que você assistia nas noites de domingo 80's

Fomos todos iniciados na arte do cinema B pelas mãos de Silvio Santos! Ele anunciava insistentemente a cada domingo algum dos títulos de pacotão que tinha comprado em alguma bacia das almas.

"Eu não vi, mas minha filha viu e disse que é muito bom!". Entre eles estava Eu Vi O Que Você Fez, Eu Sei Quem Você é (I Saw What You Did, 1988 de Fred Walton).

Na verdade era um telefilme que refilmava I Saw What You Did, filmado por William Castle em 1965! A segunda e última colaboração entre o diretor e Joan Crawford após Almas Mortas (Strait-Jacket) no ano anterior.

A base do roteiro é a mesma. Duas adolescentes e uma criança ficam sozinhas em casa e para passar o tempo resolvem fazer trotes telefônicos repetindo a frase que dá nome ao filme.

Até que um maníaco atende e vai atrás das espertonas, supostas testemunhas de seu crime. Isso num tempo em que não existia o perigo da gente ligar de brincadeira na casa de alguém que use Bina.

A versão 80’s foi tão esculachada pela crítica e ainda assim papou um Emmy pela fotografia. Insistentemente reprisada na TV brasileira junto a telefilmes como O Segredo de Kate, Bem Vindo Ao Lar Bob a tantos outros que se tornaram hoje cults.

Pelo menos na cabeça de quem era criança nos anos 80. Tínhamos assunto garantido na hora do recreio, principalmente este sobre trotes telefônicos, tão praticado pela gurizada até a tecnologia extingui-lo como tantas outras coisas.

Desconsideravamos a alta voltagem trash do material. Era um filme como outro qualquer que passava na televisão num tempo em que videocassete era pra poucos e as salas de cinema estavam fechando pelo país

Silvio Santos sempre dava uma engasgada para anunciá-lo graças ao título longo “Eu Vi O Que Você Fez, Eu Sei Quem Você é”, e essa espichada não é uma das alterações por conta própria da emissora dele. Tanto o primeiro quanto o segundo também são conhecidos por “I Saw What You Did... and I Know Who You Are!”.

Hoje eu prestaria mais atenção se soubesse a origem William Castle + Joan Crawford. A atriz tinha acabado de desistir de Com A Maldade Na Alma (Hush...Hush, Sweet Charlotte, 1965 de Robert Aldrich) alegando problemas de saúde.

Consta que para Castle aceita-la no elenco (mesmo sendo um papel pequeno) pediu um atestado a seus médicos. Tudo ok, tornou-se seu último filme norte americano.

Se o Patrão contasse essas coisas nem a gente ouviria. Veja no vídeo abaixo, o próprio anunciando O Homem Cobra (Sssssss, 1973 de Bernard L. Kowalski).

“É um bom filme!”.

Muito obrigado Senor Abravanel, por ter nos apresentado O Homem Cobra! E tantos outros filmes bem antes deles aparecerem nessas listas de internet com os piores filmes já feitos.

Veja também:
SBT Vídeo: "Pra quem não consegue alugar Os Intocáveis..."
Jesus da Porta da Esperança
A Coisa!


2 comentários:

elemesmo disse...

Noooooooosa!!!! hahahahaha! Achei que ninguém se lembrava desse filme! Só falta agora falar da série de TV "A Mulher Invisível" e do filme "Um Colégio Especial Só Para Garotas" (Private School com Matthew Modine)

Miguel Andrade disse...

Elemesmo, lembro bem de "Um Colégio Especial Só Para Garotas"! SBT a TV que mais pensa na gente mesmo... rs

Related Posts with Thumbnails