terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Pequena flor da Martinica

Nesse rincão maravilhoso de (quase) tudo um pouco que é a internet, não há muito sobre Leóna Gabriel. Grande dama da canção, precisa-se de algum esforço para algumas informações.

Nascida em Riviere-Pilote (Martinica) em 1891, filha de um crioulo branco, sua história é daquelas em que cantar e compor serviu de fada madrinha para uma vida melhor. Teria adquirido gosto pelo canto ao esfregar o chão das casas em que trabalhava.

A guinada de vida ocorreu nos anos 20 ao se mudar para Paris. Ao ser ouvida na noite da Cidade Luz ganhou a alcunha de Mademoiselle Estrella, nome que adotou nas primeiras gravações que participou.

Preservou nesses trabalhos a essência pessoal de sua arte. Sua voz soa irônica, leve, festiva, como quem canta para aliviar o peso dos afazeres braçais, distinta de tantas divas sedutoras dos cabarés parisienses.

Com talento e beleza física elogiada, Leóna Gabriel conquista o refinado jet set. Ouça no player abaixo (ou clicando aqui) a canção Petite Fleur Fanee de 1933 composta e cantada por ela.


Na década de 40 regressou à Martinica onde apresentou um programa de rádio até os anos 60, vindo a falecer em 1971. Sua cidade natal batizou uma rua à filha ilustre.

6 comentários:

Refer disse...

Grata surpresa. Não conhecia.

Também, da Martinica só sabia da Chiquita Bacana, personagem daquela marchinha, de Braguinha e Alberto Ribeiro.

O ritmo dessa 'Petite Fleur...' não é outro senão o nosso maxixe — dá até pra cantar junto 'Pelo Telefone' ('o chefe de polícia pelo telefone mandou me avisar/ que na Carioca tem uma roleta para se jogar'). Nenhuma surpresa — o maxixe foi o 1º ritmo brasileiro a dar a volta ao mundo.

Miguel Andrade disse...

Refer, bem lembrado! E sabe que num filme parece que a Jean Harlow está dançando maxixe?

Se não for é algo muito parecido!

Então, internet não deve ser algo muito popular da Martinica. Escasso mesmo qualquer coisa sobre ela.

Conheci faz alguns anos nesse endereço:

http://holywarbler.blogspot.com/2010/06/leona-gabriel-la-reine-de-la-biguine_24.html

De lá pra cá continuei procurando mais. Agora pelo menos há algumas músicas no You Tube.

Refer disse...

Com a Harlow eu não conheço, mas Fred Astaire e Ginger Rogers dançam o maxixe na cinebiografia 'The Story of Vernon and Irene Castle', de 1939. O casal dança'Dengozo', de Ernesto Nazareth. É um maxixe meio estilizado, claro, mas tá valendo.

aqui:
http://www.youtube.com/watch?v=vdYfDQ49Qjs&feature=related)

**

Estou te mandando por email um txt que escrevi sobre o maxixe internacional, com umas boas imagens também; isso foi publicado, porém, já faz mais de 3 anos.

Miguel Andrade disse...

Refer, fico no aguardo!

Olha, o filme é de 39! O caminho da Carmen Miranda já estava sendo pavimentado lá fora...

Refer disse...

Vernon & Irene Castle dançavam o maxixe nos EUA desde meados da década de 1910.

O ritmo e a dança fizeram muito sucesso na Europa, onde foram apresentados como 'tango brasileiro'.

Miguel Andrade disse...

Refer, então... Na cultura pop (pop, não pobre, como se confunde tanto hoje) nada é isolado mesmo.

Related Posts with Thumbnails