quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Grandes nomes da pancadaria: Abdullah The Butcher

Há uma máxima no mundo do Wrestling que diz que um campão não é campeão até ficar cara a cara com Abdullah The Butcher! Sudanês, além de O Açougueiro (numa tradução literal de seu codinome), ele também ficou conhecido como O Louco do Sudão (The Madman from the Sudan).

Incluso apenas em 2011 no Hall of Fame do WWE, começou a carreira no final da década de 50, período em que estava para alcançar a maioridade. Sua maior peculiaridade enquanto mais ativo era não viver por muito tempo em um mesmo país.

Assim preservava a aura de novidade bizarra nas arenas internacionais. Com incríveis 160 quilos distribuídos em 1,83m, levava o público ao delírio com caras e bocas enquanto arrancava sangue do oponente.

Mesmo com 71 anos de idade, só agora em 2012 declarou vontade em se aposentar dos ringues, ou do show business, como queira. Enquanto isso, viaja pelo mundo enfrentando os valentões com coragem de encarar o estilo hardcore de Abdullah.

As aparições dele em programas de TV são capítulos à parte. Para demonstrar seu descontrole, come ao vivo o que tiver pela frente: microfone do apresentador, roteiros, caixas de papelão...

Conhecido em todo planeta, suas exímias habilidades em caraté e judô lhe deram muita visibilidade no continente asiático. Residindo na Califórnia, diz que nuca deixará de lutar no Japão onde é um ídolo nacional.

Além de incontáveis anúncios publicitários, foi lá que o esportista teve uma das poucas chances de trabalhar como ator. É o guarda costas Spartacus (carinhosamente apelidado de King Kong pelo mocinho) de Hoero Tekken (1982 de Noribumi Suzuki).

O papel é exatamente o que se imagina de sua persona, um monstro escondendo um doce de coco. Deve ser isso que ainda empolgue possíveis futuros oponentes, embora a notoriedade como o mais sanguinário o preceda.

Ele lembra bastante o Tor Johnson que deixou as lutas para usar o avantajado porte físico em infame carreira no cinema B. O Açougueiro vive num universo em que qualquer contrato rende muito mais do que poderia conseguir em filmes de terror.

Algumas informações e a primeira foto, são uma gentileza WWE. A segunda imagem é um oferecimento STRENGTH FIGHTER

Veja também:
Grandes nomes da pancadaria: The Fabulous Ones
Grandes nomes da pancadaria: Fabulosa Moolah
Grandes nomes da pancadaria: Jim Kelly


[Ouvindo: J'Attendrai – Jean Sablon]

2 comentários:

Daniel Tavernaro disse...

Ignorância minha que até o Google talvez pode responder, mas... Sempre achei que o Wrestling fosse meio que encenação, ou algo do tipo. Mas com essas fotos de sangue jorrando e outas que procurei na net.... aquela pancadaria é toda real mesmo? Porque acho que o MMA então é algo mais voltado para o corpo, rs. Wrestling era cheio de personagens e caracterizações; o MMA não. E o Telecatch? Era o Wrestling "de mentirinha", rs?

E pensar que no meu Master System eu tinha um jogo de Wrestling em que jogava cadeira, garrafa e tudo mais no oponente e ainda, quem ganhasse, fazia turnê mundial. Lógico, tudo permitido e liberado para crianças!

Miguel Andrade disse...

Daniel, não sei! Desconheço. Só acho os personagens cômicos.

Foi no Master System que o senhor aprendeu a dar cacetada nos amiguinhos?

Related Posts with Thumbnails