segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Do próprio punho

Daí o carinha foi comprar um punhadinho de revista velha e entre elas o autógrafo de Korla Pandit! Quem nunca?

Também já achei em sebo livro autografado pelo Silvio de Abreu e Regina Casé, figuras vivas e ativas, muito mais célebres da massa do que Pandit sonhou ser um dia. E não custaram um centavo a mais por isso!

Pelo contrário! Livro rabiscado costuma ser desvalorizado na revenda. E tá pra existir coisa com valor mais relativo do que autógrafo.

Semana passada mesmo uma amiga ficou três horas na fila pro Boni rubricar sua biografia. Três horas! Pense se numa fila quilométrica dessas todo mundo estava ali pela importância daquele senhor à nossa televisão?

Muitos exemplares com dedicatória de O Livro do Boni logo logo num sebo pertinho de você! E nem na fila a gente teve que ficar...

Ah! Mais sobre Korla Pandit você lê clicando aqui.

[Ouvindo: Yogiri No London – The Spiders]

14 comentários:

DAVI VALLERIO disse...

que amiga louca essa sua.Espero que o autografo valha alguma coisa

Refer disse...

O turbante foi uma trend maníaca a partir do final dos anos 40 nos EUA, até o começo dos 60.

Terá sido influência de Sabu?

Miguel Andrade disse...

Davi, mas minha amiga é das que valorizam o tio. Não é das que estavam lá pelo oba-oba da mídia.

Refer, no caso do Korla é mais além da moda difundida pelo Sabu. Fazia parte do marketing pra vender música "exótica".

Pegava melhor aparecer como indiano do que como afro americano, que ele era na realidade.

Leticia disse...

Mas eu amei a maquiagem dele do Pandit!! Deu um olhar...

A arte de catar coisas em sebo revela essas surpresas. Tenho um livro autografado pelo Stefan Zweig, e imagino o calorão, a bajulêichon e a contrariedade que ele passou no dever sóciomercadológico.

E, ainda, encontrei no sebo um livro calorosamente dedicado a uma antepassada. Pequeno o mundo, não?

Miguel Andrade disse...

Letícia, sério? Que emocionante deve ter sido!

Fora os anônimos. Já vi livro assinado por uma turma de amigos a uma enferma e ela... vendeu ou morreu?

Leticia disse...

É a pergunta que sempre se faz...

Quanto ao antepassado, não era bem um antepassado. Era uma turma prima de minha avó, largamente conhecida por terem morrido loucos em razão de sífilis degenerada. Essa justamente não. Dizerem ter sido muito bonita na juventude, o que faz jus à melosidade da dedicatória de um fã. Tá lá em casa: http://flanelapaulistana.com/2010/01/sao-paulo-e-um-ovo-de-codorna/

Daniel Tavernaro disse...

Hum...Esse Korla, além de não me enganar, sempre me lembra as feições da Cher... Na capa da revista, então, é só tirar o turbante, colocar uma cabeleira preta e lisa e... Voilà! Hahahha!

Em compensação, na foto em P&B ele está a cara da (falecida) velha-surda...

Miguel Andrade disse...

Letícia, aaah!!! Que bonitinho!!!

"À Sua Magestade Lucia Borges Fortes, rainha pela formosura, soberana pela bondade, imperatriz pela intelligência, como preito de vassallagem, offerece o humilde subdito,"

Nada gosmento. Pobre Albino!

Daniel, maldade a sua! Hahaha

Leticia disse...

Pois não é, Daniel? O olhar - tirando peculiaridades nativas - é tudo!!

Cê vê, Miguel, Albino dançou apesar do esforço! Preciso recorrer às fontes. Meu pai a conheceu, vou perguntar com ela ela se casou.

Miguel Andrade disse...

Letícia, bem,se não casou bem, pelo menos temos a chance de falar "Com o Albino teria sido melhor".

Leticia disse...

Talvez... papai me disse que ela era realmente bonita, mesmo mais velha, e teve de cuidar do pai e do marido (um militar) ao mesmo tempo, vítimas de um AVC ou qq. coisa semelhante. Triste isso.

Miguel Andrade disse...

Letícia, mais doido é que estamos falado dela aqui, agora, por causa da dedicatória do amado que não rolou.

Leticia disse...

Cê vê? Eu acho essas coisas fantásticas!

Miguel Andrade disse...

Letícia, eu também... A vida em momento cinematográfico!

Related Posts with Thumbnails