quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Pausa para nossos comerciais

- Give yourself a "Coffe-break"!

A fina flor de Hollywood na hora do cafézinho! Elenco de Don Juan in Hell (de George Bernard Shaw), montada na Broadway em 1951 numa das peças institucionais para colar a bebida no gosto dos norte-americanos.

Charles Boyer, Agnes Moorehead, Charles Laughton e Sir Cedric Hardwicke, elogiadíssimos no teatro e no cinema para ! Exceto o último, todos tiveram o seu Oscar.

Boyer injustamente recebeu apenas uma estatueta honorária da Academia em 1944 e foi indicado quatro vezes. Estranho prêmio precoce, visto que ele se aposentadoria apenas em 1976.

E em filmes e séries de TV percebe-se que os norte-americanos tomam café quase que como um energético, pra ficarem ligados. No Brasil é tipo suquinho, bebem até antes de dormir.

Só que o deles é que é aquela coisa aguada pavorosa e o nosso negríssimo. Mesmo o de mãe (aquele fraquiiinho com pouca força pra sair da garrafa térmica) poderia tirar o sono dos gringos por semanas!´

A imagem é um oferecimento Shannon Coffey

[Ouvindo: Senot Blues – Ann Margret]

35 comentários:

Leticia disse...

Eu não concebo como uma pessoa pode tomar uma banheira de café assim, sem nada pra acompanhar...

Miguel Andrade disse...

Letícia, eu sim! Tomo todo dia pra acordar. Tipo nanquim.

Leticia disse...

Pra acordar é oooooutro papo. Eu digo assim, como nos seriados médicos, um balde de café a qq. hora.

Refer disse...

Os EUA são os maiores consumidores de café do mundo. Tomam + fraco, porém em copos maiores. Bebem café o dia inteiro, os infelizes.

Miguel Andrade disse...

Letícia, se eu tomar algo mais que isso, pode ser um cafezinho numa daquela xícaras "infantis", perco sono. Queria poder ficar tomando o dia todo.

Refer, e aquela rede deles? Só vingou no Brasil pq o povo frequenta como status.

Puta café ruim! Água suja mesmo.

Refer disse...

Vc deve estar falando da Starbuck.

Tem uma loja na Al. Santos, perto de casa, onde fui roubado, há uns 3anos. A bola de sorvete pouco maior que uma de gude custou 8 paus. Uma ladroagem do caraio, e o lugar vive lotado. O café mais simples nessa Starbuck deve custar 5 reais no mínimo. Fujam!

Miguel Andrade disse...

Refer, péssimo café, caro e vive lotado! Me explique o "fenômeno"...

Leticia disse...

Pois saibam os dois que o castigo veio rápido: no presente momento estou tomando um café ralíssimo numa caneca imensa. Hoje, excepcionalmente, saiu assim, fazer o quê?

Esses cafés e restaurantes da moda são talhados para a jecolândia (inclusive a urbana). Detalhes idiotas, com ares de despojamento, para que rigorosamente TODO MUNDO obtenha a senha para o saguão lotadíssimo e xexelento do "diferenciado".

Também acho viadagem extrema as especialidades em café, que transformam a coisa num ritual orgástico.

Simplesmente, num dia frio (de preferência chuvoso), entrar num café comum e se confortar. Tenho alguns de preferência, como aquele na Brigadeiro, um pouco acima do Extra, do outro lado da rua: você entra e, se quiser, sai pelos fundos, na galeria. Sabe qual é, Refer?

Refer disse...

Sei, sim. Mas nunca tomei café naquele lugar. Costumo tomar café ali perto, na Pe. Manuel da Nóbrega. Café ótimo naquele pedaço é da Kopenhagen... mas depois da reforma da loja, ficou caro à beça. O da Martins Fontes está no mesmo caso: muito bom, mas caro demais.

Aliás, o que não está caro hoje em dia? Ontem fui na pizzaria Speranza e fiquei espantado com os preços. BTW, Hector Babenco estava numa mesa vizinha a nossa.

Miguel Andrade disse...

Letícia, sempre paga-se pela língua! Uma das verdades do universo que eu creio! Hahaha!

Eu faço em cafeteira italiana. Prático, sai sempre igual, embora nos acostume no café fortíssimo.

Ah, também sei qual é o que você se refere! Já tomei café ali, mas faz MUITO tempo.

MAAAAAS... Não tenho paciência, ou hábito, de tomar café, ficar papeando coisa e tal. Fico tenso e quero logo ir embora. Caipirice a minha!

Refer, tudo, tudo, tudo caro! Lembro que quando passei a morar sozinho minhas compras do supermercado custavam no máximo 50 pratas.

Isso há 6/7 anos. Hoje levando praticamente os mesmos itens não fica em menos de 300!!!

Povo tá perdendo a noção do valor das coisas. Quando que uma melancia pode valer 8 pratas?

Melancia nasce até no mato, só jogar as sementes. Melancia é a água mais cara do planeta.

Leticia disse...

Na Manuel da Nóbrega? Não atino onde seja, Refer. No da MF, estive pela última vez com meu sobrinho, que - ficou na memória - abriu um guardanapo inteiro para pegar o pão de queijo. Achei tão educadinho da parte dele...

A Kopenhagen da Brigadeiro, perto da esquina, né? Acho que nunca entrei lá. Talvez por ser muito grande, exposto, não sei...

Lá perto tem também o da Fnac, bagaceira á beça, mas divertido à noite, quando você tenta adivinhar o título do livro pela pinta dos presentes ao lançamento no salão ao lado.

Miguel, fiquei praticamente o primeiro semestre inteiro à base de cafeteira italiana. Mas prefiro o da cafeteira normal mesmo.

Em tempo: à tarde fiz um café que saiu uma tinta. Pra compensar.

Miguel Andrade disse...

Letícia, com filtro e tudo? Que paciência!

E acompanho teu sobrinho crescendo pelos comentários que você vai deixando aqui nestes anos todos. Agora até já usa guardanapo...

Leticia disse...

Miguel, cafeteira italiana, não sei qual a melhor parte: esperar a ebulição ou lavar aquela peça furadinha.

José - o nome do meu sobrinho é José - está um rapaz. Não é por seu meu sobrinho, mas é um menino singular. Lê com fluência (graças a Deus!, já escreve na cursiva e é dado às artes. E tem esses rompantes de "educação": guardanapinho, botar a mãozinha na frente da boca, se desculpar dos arrotos... e as safadezas também.

Tenho outros sobrinhos, mais velhos, mas com José tenho a experiência de fazer as vezes de mãe dele quando precisa. Assim, de vez em quando, é muito bom.

Miguel Andrade disse...

Letícia, tem razão! Mas é o de menos, pq com filtro, alguém do café ficar tristinho, tem o lance de lavar garrafa, tampinha, suporte, trocar filtro... Muita coisa!

A minha té um cacareco. Como todas que já tive na vida, um dia derrubo e quebro a alça.

Lembrar de comprar uma nova que é bom nunca! Só lembro de trocar quando a uso pela manhã.

Imagino a alegria de ter o José de perto. E você poder passar muitas coisas, de forma mais racional, pra ele.

Pais geralmente acabam misturando o afeto com educação. É a natureza da coisa...

Sempre fui um tio ausente com todos. O que me choca muito ver eles adultos agora, tão mudados, tão diferentes do que eram quando crianças.

PS: Sou ausente com o planeta todo. Tento e não consigo ser diferente.

Leticia disse...

Engraçado que foi diferente com os mais velhos. Eu era boa tia, mas bem jovem, distraída. Tinha também o fato (não é crítica) de que eles são filhos de uma mulher que não é minha irmã. Hoje é diferente (viramos irmãs), mas na época nos conhecíamos havia pouco tempo.

E hoje são rapazes, têm a vida deles e naturalmente se afastam um pouco. Mas continuamos com afeto. Depois volta ao normal.

Já com José é diferente. Eu e minha irma acabamos por reproduzir com ele as coisinhas de nossa infância, principalmente as brincadeiras, implicâncias mútuas, e ele acabou entrando no espírito da coisa ainda quando mamava no peito.

Mas já está quase com 7 anos, a gente entrevê seu jeito próprio, imagina como será aos 17. É muito gostoso.

Miguel Andrade disse...

Letícia, entendi. Talvez aconteça isso com o meu sobrinho que está por vir nos próximos meses.

O José já está na escola! Lembro de você falando dele muito mais pequetitinho.

Mahal disse...

Hahahaha, véi! o Refer é uma figura.
E esse tal de Iced Cofee na lata q tentaram emplacar uma época? cruzes!
Café frio devia ser crime...

Miguel Andrade disse...

Mahal, achava um pavo esse café enlatado. Cheirava a café velho, coisa que me dá náuseas.

Refer disse...

"De manhã, que coisa louca
Delicia nossa bouca
Bom dia, meu café!
Soca, soca, soca pilão
Abana sinhá, peneira na mão!"

Samba-exaltação, com Roberto Luna aqui:
http://www.youtube.com/watch?v=IOeI15cc5BQ&feature=related

Tinha certeza que era o Jorge Goulart quem cantava essa bagaça. Vamos ver se vc reconhece quem aparece na foto com a Maysa e o Luna...
* * *
Em casa só tomo solúvel. É brega, porém prático. A dona Célia só toma espresso gelado. Pede um curto e um copo cheio de gelo. Despeja o café sobre o gelo e manda, sem açúcar, num gole só. Vá ser macha assim no inferno.

Leticia disse...

Miguel, então aproveite. Oportunidade de fazer um pequeno estágio paternal. E José está na escola faz tempo! (Precisa socializar, precisa socializar!!)

Refer, fui Googlar pela foto e deduzi, hehe!

Miguel Andrade disse...

Refer, nunca vou reconhecer quem é. Péssimo pra reconhecer rostos. Diga!

Mas café com gele nem morto! Até aquele restinho que fica na caneca me embrulha o estômago depois.

Letícia, sim, tentaremos. Aliás, o padrinho escolhido será alguém muito próximo a mim! :))

Googlar não vale! Diga quem é na foto!

Refer disse...

A Letícia trapaceou.

É o Silvio Luiz, dos programas esportivos e programas de variedades também, tipo o da Lucianta; dos bordões 'foi,foi, foi, foi ele!' e 'pelo amor dos meus filhinhos!'

Miguel Andrade disse...

Refer, sei, um tiozinho que ESCREVE TUDO EM CAIXA ALTA NO TWITTER e é super engraçado! Nunca Reconheceria.

Refer disse...

'Pelas barbas do profeta!' o Sílvio Luiz tem tuíter? Surpreendente para mim.

Quem vê o SL hoje não acredita que lá nos anos 50 e 60, quando ele apareceu como repórter de campo, ele era um galãzinho — vai no diminutivo porque ele é baixote.

Miguel Andrade disse...

Refer, nunca o imaginei baixinho. E antes pelo menos era um tuiteiro nervoso. Escrevia bastante.

Faz tempinho que não vejo RT dele.

Leticia disse...

E fora que hoje ele faz um tipo bem relaxado...

Refer, ele ainda é casado com aquela cantora.... (peraí) Márcia? Conferi na Wikipedia, casadíssimo.

Miguel Andrade disse...

Letícia, UAU! A moça do "Não chore por mim Argentina!" Desconhecia isso!

Refer disse...

Miguel! 'Não Chore Por Mim Argentina' é a Claudia.

A Márcia fez grande sucesso na época dos festivais. O maior sucesso dela é 'Eu e a brisa'

http://www.youtube.com/watch?v=EJJFr2oqhsA

Cantava muito! Pena que deixou de cantar, praticamente, depois que casou com SL. O Silvio a acha 'dona Márcia', o que eu acho muuito simpático e me recorda o hábito de alguém que vc conhece.

Miguel Andrade disse...

refer, gente!!! Marcia ou Claudia é um detalhe! Não me confunda ainda mais!

Leticia disse...

Claudia é Cláudia, Marcia é Marcia. Mania da época de lançar a fofolete com um nome só, daí a confusão.

Miguel Andrade disse...

letícia, Marcia não é aquela que virou mistica?

Leticia disse...

Não faço ideia. Chama o Refer aí!

Miguel Andrade disse...

Letícia, acho que sim! uma que botava tarô na TV. Refer??!!!

Refer disse...

Bão, mística da pesada, além da Baby Consuelo, eu me lembro da atriz Guy Loup (Isabel Cristina),e da Leila, das Frenéticas.

A Marcia não tem nada de mística (basta olhar o marido que arranjou)

Miguel Andrade disse...

Refer, não lembrava mais da Guy! hahaha!

Fui checar a Marcia agora! A própria! Coloca tarô:
http://www.terra.com.br/istoegente/142/fotos/agito_05.jpg

Related Posts with Thumbnails