quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Mulheres à beira de dias melhores

Cacá Diegues conseguiu a façanha de fazer cinema no Brasil numa época em que isso era sinônimo de Xuxa, Trapalhões ou pornochanchada. Dias Melhores Virão, de 1990, ainda tentou a prática comum na Europa e rara até hoje no Brasil: Que o filme estreie antes na TV.

Suave, a produção é quase o gênese do que a Globo Filmes (braço cinematográfico da coincidente emissora que o exibiu) viria assolar as salas posteriormente. Fora uma coisinha ou outra (Aurora Miranda na terceira idade elogiando quindins de Iaiá!) é pouco marcante.

Ah, sim e tem o lance da chupadinha em Mulheres À Beira de Um Ataque de Nervos (1988 de Pedro Almodóvar). Quatro escritores foram necessários, como vemos na capa do livro com a adaptação do roteiro (imagem ao lado).

Até o espectador mais distraído repararia na estética espalhafatosa e o argumento principal, onde uma dubladora se envolve com um homem casado. Os textos tomam rumos distintos, claro, com o brasileiro muito aquém do original espanhol.

Houveram na época incontáveis e obscuros sub Almodóvares no mundo todo. Muitos preenchiam lacunas na programação dos canais a cabo em seus primórdios nos anos 90.

Li uma vez ele falando que nãos e importa com imitadores já que eles nunca copiam a sua essência, apenas o que era mais estridente em seus trabalhos. Creio que isso se aplique a tudo.

Em DVD pela Paramount, o de Diegues possuiu a incorreção na contracapa de que teria sido indicado ao Oscar de filme estrangeiro. Na verdade ele foi o escolhido pela nossa comissão a tentar uma vaga entre os indicados.

Pra gente ver como não é de hoje que esta comissão prima pela ingenuidade. Tentaram com um parecidíssimo ao que já havia sido indicado pela Academia no ano anterior.

[Ouvindo: Teri Umar Ka Saal Badha – Asha Bhosle]

12 comentários:

Diogo disse...

AAAAh, vi esse filme de madrugada dia desses, bom mesmo é a Rita lee fazendo a linha "lets get physical" hahhaha (e sua música horrenda nos créditos finais)


ps: a Marilia é tão incrivel, mulher porreta!

Miguel Andrade disse...

Diogo, tem o Patrício Bisso como Juanita, empregada latina da Rita Lee também!

Diogo disse...

Miguel, Juanita é ótima. hahah

Miguel Andrade disse...

Diogo, pois é mesmo!

Diogo disse...

Miguel, deviam montar uma concorrente da Globo Filmes, o que achas?

Miguel Andrade disse...

Diogo, acho que de filme ruim já estamos muito bem, obrigado!

Diogo disse...

"da" Globo Filmes ou "para"?!...não sei kkk, o fato é que fico triste por muita gente pensar que cinema brasileiro se resume naquele picolé de xuxu lá.

Miguel Andrade disse...

Diogo, muita gente pensa isso pq ela investe bastante em promoção. Essa é minha bronca.

Temos que ter todo tipo de filme, até da Xuxa, mas mesmo com o suporte Globo eles só investem em cartas marcadas, com risco mínimo.

Bardot disse...

Vi esse filme há um tempo numa madrugada da globo e quase não lembrava dele. Esse ano reprisaram numa sessão brasil da vida e eu resolvi rever. Devo confessar que tava gostando. Particularmente gostando mais da Marília Pêra e da Rita Lee. Mas no dia eu não estava muito bem. Vomitando horrores e sob plasil o tempo todo. Tive q parar no meio e quando finalmente melhorei já tinha acabado. O pior é q é um filme raro d se achar. Nunca vi o dvd e acho que não tem nem pra download... :(

Miguel Andrade disse...

bardot, procura direito, como vc acha que eu fiz o screenshot que tá no post? haha!

Olha, não é ruim, é bonitinho. Inho, inho, saca?

bardot disse...

olha isso:

http://i44.tinypic.com/1z225c9.jpg

Miguel Andrade disse...

Bardot, bem similar mesmo!

Related Posts with Thumbnails