quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Corações em brasa

Talvez você não saiba, mas no frame acima vemos um ato sexual! Nem precisa de muito esforço quando se assiste ao filme Suplício de uma Saudade (Love Is a Many-Splendored Thing, 1955 de Henry King).

Jennifer Jones é uma sino-europeia que trabalha em Hong Kong como uma abnegada médica. Viúva passa a ser cortejada pelo casado (e mal falado) Willian Holden.

Ela se nega a ceder, mas os sentimentos dele parecem ser concretos desta vez. Na praia sob o luar, ambos em trajes de banho, a doutora pede um cigarro mesmo dizendo que raramente fuma.

Após discursar que nada no mundo é mais forte do que a delicadeza, aproxima-se ascendendo seu cigarro no dele. Olhos nos olhos e a tela escurece.

Quando volta do “fade out”, finalmente estão voltando pra casa apaixonadíssimos! Subentende-se que...

[Ouvindo: Shine X Shine X Shine X Shine – The Aprils]

10 comentários:

Bbardot disse...

William Holden era uma coisa... I would "cum" tudo!

Miguel Andrade disse...

BBardot, total! Embora, pra mim, Cary Grant seja mais marcante.

BBardot disse...

Não ligo muito pro Cary Grant. Aparentemente falando, lógico. No mesmo estilo prefiro James Stewart! Os melhores pra mim mesmo são Holden, Delon, Mastroianni, Peck, Redford...

Miguel Andrade disse...

BBardot, pra mim Stwart sempre foi um senhorzinho.

BB disse...

Coroa bom aquele. rs

Miguel Andrade disse...

BB, hahaha! Não acho...

Leticia disse...

Cary Grant!

Miguel Andrade disse...

Letícia, Cary Grant é top dos tops! :D

Leticia disse...

Lindo de morrer, sem cair naquela coisa cafa.

Miguel Andrade disse...

Letícia, sim! Elegante do tipo fino trato mesmo.

Related Posts with Thumbnails