quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Avante, Dexter!

Ponto! Cheguei em Dexter aonde toda a humanidade está, desencanado de esperar sair em DVD, afinal é programa pra se ter guardadinho na estante mesmo já tendo sido visto.

E vos digo, amigo, estou pra ver seriado que alcança a sexta temporada sem perder o rebolado desse jeito. E que belo rebolado!

Geralmente nesses programas há temporadas fracas e boas. Depois do terceiro ano costuma ser aquele vale tudo pra prender o telespectador.

Em Dexter, até pelo seu formato original saído de um livro, cada 12 episódios se assemelha a uma minissérie, redondinha. Há a trama nova e um fio condutor que desenvolve a vida pessoal dos personagens.

O “herói” psicopata tenta conciliar o “passageiro negro” que o habita e a vida ordinária com família e colegas da polícia. Não dá tempo para muita simpatia por ninguém, já que não só o protagonista vive a dualidade de caráter, coisa não tão comum na ficção televisiva.

Ainda é preciso falar dos atores fixos, fantásticos! Começando por Michael C. Hall, com uma vitalidade de quem está se divertindo no trabalho como víamos Vincent Price mergulhando beldades em cera fervente.

Penso até quando esse frescor vai durar. O que pode encher pela repetição é Dexter ser quase sempre descoberto pelos colegas policiais, inclusive sua amada irmã de boca sujíssima e ficar sempre nesse quase.

Espero que seja épico e antes da lâmina de Dexter perder o corte. Isso, após seis anos, está longe de acontecer.

[Ouvindo: Murdered Woman – Yvette Mimieux & Ustad Ali Akbar Khan]

4 comentários:

Rubens Rodrigues disse...

Ainda não terminei a primeira temporada, mas não tenho nada contra a série, pelo contrário. Pretendo retomar em breve.

O bom da tv a cabo é que às vezes não dá nem tempo da série ficar ruim. Séries como United States of Tara (cancelada) e Californication, ambas do Showtime, tiveram boas temporadas.

Pelo que já ouvi por aí, não acredito que a série vá durar muito.

Miguel Andrade disse...

Rubens, Dexter? Já está na sexta temporada!

Já está durando.

Rubens Rodrigues disse...

Eu quis dizer que deve estar perto do fim. Me expressei mal. rs

Miguel Andrade disse...

Rubens, deve... E é isso que me encafifa. Parece que tem fôlego para durar muito ainda.

Related Posts with Thumbnails