terça-feira, 27 de setembro de 2011

Vocação pra ordinária

Lila, a psicopata ninfomaníaca de Dexter (2ª temporada, 2007)

Gaia, a romana libertina de Spartacus: Gods of the Arena (2011)

Olivia, a executiva destruidora de lares de Ringer (2011)

A carreira de Jaime Murray recorda aquela teoria de Nelson Rodrigues sobre as moças comuns e as que nasceram com aptidão à pilantragem. Pelo menos no que vimos até agora.

Sexy dos infernos e com forte sotaque britânico, virou a anti-heroína preferida da TV americana. Com uma carreira relativamente curta, interpretou o mesmo tipo pelo menos três vezes.

E apenas meses separam Spartacus: Gods of the Arena e o episódio da semana passada de Ringer. Acabou de chegar à serie estrelada e produzida por Sarah Michelle Gellar, mas tem jeito de que vai parar na cama do marido da protagonista.

Nos dois primeiros programas citados acima ainda apareceu nuinha da silva, enquanto fazia sexo para alcançar objetivos torpes. Pagar peitinho não é nada pra quem mentiu, roubou, matou, traficou e o diabo literalmente a quatro!

O melhor de tudo é que ela é super convincente! Não só como sedutora, mas como vigarista perigosa. Em Dexter conseguiu fazer até a então noiva do rapaz, chata em lá maior, parecer uma coitada.

Jaime Murray tão adorável quanto insuportável, daquelas atrizes que amamos odiar! E ainda por cima tem um narizinho bem peculiar...

A imagem menor é um oferecimento Listal

[Ouvindo: Long Time - Cake]

5 comentários:

Ana Laura disse...

hahaha perfeito esse post!
no Dexter tb tem a filha do Trinit, que apareceu na última temporada de True Blood no mesmo papel de biscate oportunista... ODEIO!!! mas adoro odiá-las!

Ana Laura disse...

essa!! http://www.imdb.com/name/nm1835900/

Miguel Andrade disse...

Ana, não vejo True Blood. E tem gente pelada e tudo também?

Rubens Rodrigues disse...

True Blood tem mais gente pelada que história.

Miguel Andrade disse...

Rubens, não sabia disso. Vou ver então! rs

Related Posts with Thumbnails