segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Ligando o nome à pessoa

Nunca vi mais gordo! E a gente já assistiu Yôji Tanaka (田中要次) em pelo menos dois filmes bem distribuídos comercialmente no Brasil.

Ele é o primeiro detetive de Ju-On O Grito (Ju-on, 2002 de Takashi Shimizu) e um dos 88 Crazys em Kill Bill Vol. 1 (2003 de Quentin Tarantino). O filme americano (no qual entrou mudo e saiu calado, mas com estilo) é só uma gotinha no oceano que sua filmografia local.

Quase um Christopher Lee em termos de quantidade de trabalhos. Isso porque o japonês só tem 48 anos.

Pelo número de seguidores no Twitter (9.300) deve ser de relativa popularidade no Japão. Vi que ele posta muitas fotos de gatos e já acho que deve ser simpático.

Enfim, mas eu nunca iria identificar que um dos caras (asiáticos!) com máscara de Kato no filme do Tarantino é o mesmo cara do filme de terror, por favor! Tem que ser um CSI de fisionomia pra reparar.

Poderia ser questão de quiz, daquelas pra ninguém acertar. Se bem que na primeira vez que assisti Kill Bill alguém gritou ao meu lado "Ah lá o cara do Ju-On!". JURO!!!

A imagem maior é um oferecimento Naver

Veja também:
Miss vendeta na Penthouse
Glorioso bastardo


[Ouvindo: Mr Fantasy's Love - Fantastic Plastic Machine]


4 comentários:

Leticia disse...

O botox deu errado.

Miguel Andrade disse...

Letíca, haha, acho que ele sempre foi assim.

Leticia disse...

Eu imagino, só que fica parecendo...

Miguel Andrade disse...

Letícia, fica mesmo.

Related Posts with Thumbnails