quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Dois filmes de Bette Davis adaptados á TV e no ar ao mesmo tempo

Por coincidência, duas produções evidentemente inspiradas em filmes de Bette Davis estão no ar na TV do Brasil e dos EUA. Por coincidência, foram as duas vezes em que Davis interpretou gêmeas.

A série Ringer, que marca a volta de Sarah Michelle Geller ao veículo, traz em sua trama muitos pontos em comum com Alguém Morreu Em Meu Lugar (Dead Ringer, 1964 de Paul Henreid ). Gêmeas seguem rumos diferentes na vida, sendo que uma fica rica e bem casada e a outra pobre, vivendo no underground.

Para escapar do submundo, a pobre decide ocupar o lugar da rica quando esta supostamente morre. Daí percebe que a vida da irmãzinha não era tão mar de rosas assim, inclusive com um amante pilantra.

Mulheres de Areia, escrita para a TV Tupi nos Ivani Ribeiro anos 70 e regravada pela Globo em 1993 e atualmente é reprisada no Vale A Pena Ver de Novo tem mais do que o argumento de Uma Vida Roubada (A Stolen Life, 1946 de Curtis Bernhardt). Muitas novelas brasileiras geralmente se inspiram em argumentos cinematográficos ou em algumas cenas.

Nesse caso espanta a autora ter ido além. É quase o roteiro completo do filme esticado para centenas de capítulos, reproduzindo ao pé da letra o rumo das personagens Ruth e Raquel, interpretadas por Glória Pires.

Inclusive o acidente marítimo! Quando no ápice a boazinha fica com a aliança da mázinha que a essa altura já tinha lhe passado a perna e casado com o ricaço vivido no cinema por Glenn Ford e na TV por Guilherme Fontes.

O que faz essa coincidência de inspirações, reimaginações ou puro plágio aparecerem ao mesmo tempo? Gêmeos são (ou eram até as inseminações in vitro) instigantes ao imaginário popular.

Boas histórias merecem ser recontadas sempre, se já foram testadas com êxito melhor ainda. Aos fãs de Bette Davis resta torcer para que isso sirva para colocar foco em filmes dela não tão conhecidos assim.

Veja também:
Baforadas de maldade
Farinha do mesmo saco
Na TV algo se cria?


[Ouvindo: Mind If I Make Love To You - Frank Sinatra]

20 comentários:

Rubens Rodrigues disse...

Tô vendo Mulheres de Areia agora (não por muito tempo) e tô gostando muito. Ringer já virei fã (sou seriador doente).

Eu ainda não conhecia esses filmes da Bette Davis e agora faço questão de ir atrás.

Miguel Andrade disse...

Rubens, to me coçando pra ver Ringer!

Então, olhaí o ponto positivo. Tomei um susto quando assisti Uma Vida Roubada na primeira vez.

Muito parecido, além dos efeitos incríveis pra época. Uma chega a ascender o cigarro para a outra.

Rubens Rodrigues disse...

Miguel, pois assista Ringer, só não julgue pelos defeitos especiais. haha

Miguel Andrade disse...

Rubens, geeeeeeente. Com a tecnologia de hoje sou bem chatinho com efeitos mal feitos. Rimou! rs

Tá em que episódio? Legendinhas dando sopa por aí e tudo?

Diogo disse...

Miguel, Eu vi Sunset Blvd hoje, (e num é que o négocio baixou rápidinho no torrent menino?!) estou extasiado ainda, adorei principalmente o fato da Norma ser uma(ex?)atriz do cinema mudo 20's.

ps: ser "gay" naquela época era outra coisa né? hahhahaha

Miguel Andrade disse...

Diogo, pirata dos infernos! Morri de tropeçar em Sunset Boulevar a preço de amendoim torradinho e em edição luxuosa!

Compre o DVD original! Vale cada centavo!

Anônimo disse...

Ei Miguel, vc lembra que naquela novela Paraíso Tropical teve uma cena completamente roubada d Stolen Life c/ Alessandra Negrini? Neguinho na época começou a dizer que estavam relembrando Mulheres de Areia...kkk Quer dizer, 90% do povo brasileiro nem deve imaginar q é plágio de um filme da BD. Em Duas Caras a Alinne Moraes praticamente refilmou várias cenas da Gene Tierney em leaver her to heaven. O afogamento, a escada... O q deu mais vergonha alheia foi quando ela finalmente foi internada lá pro fim da novela, descendo as escadas numa camisa d força e dizendo em close up: "Estou pronta p/ meu close, MR MAYA!" é sério! ela falou MIS-TER MA-IA! kkkk

Anônimo disse...

Ahhh, e sou eu a Brigitte Bardot do twitter, rs. Bjs

Miguel Andrade disse...

Anônimo, não lembro do povo dizendo. Mas a Globo sapateia na pouca informação do público para quem ela produz.

Ai que raiva que eu não vi Duas caras por pura preguiça do autor! Não sabia disso!

O aborto na escada já tinha sido usado em Vale Tudo. Lembro que já fiz um post sobre isso.

MEU DEUS!!!! O fato disso não ter repercutido é sinal de que o povão não sacou!

Fiquei com vergonha só de ler!

Diogo disse...

Diogo, o filme vale cada centavo sim, o problema é eu encontrar por aqui (cidade pequena rs)

Miguel Andrade disse...

Diogo, faz sentido! Mas a edição é ótima. De chorar achar barantinho e eu já ter.

BBardot disse...

Pra falar a verdade acho Mulheres de Areia bem chatinha...

Ah e não sei se vcs já perceberam mas qualquer atrizinha global d 5a categoria quando vai fazer vilã sempre diz: "Me inspirei na Bette Davis..." Até aí tudo ótimo, até completar "...em A Malvada" . É a morte ler/ouvir isso! rs E foi mais d uma vez!

PS
Diogo disse...
ps: ser "gay" naquela época era outra coisa né? hahhahaha


Como assim ? Tem a ver c/ Sunset? É isso mesmo produção?

Miguel Andrade disse...

BBardot, também. Nunca dei muita bola!

Sim, já li isso! Já comentei sobre aqui ou no twitter. Pobre Bette Davis.

Anônimo disse...

você esqueceu da mexicana "A Usurpadora".

Daniel Filho sempre disse que copiava e continua copiando Hollywood, sejam nas tramas, ângulos, narrativa etc...

Rubens Rodrigues disse...

Miguel, Ringer acabou de estrear e só tem o piloto até agora. A legenda saiu poucas horas após o episódio cair na rede. Qualquer coisa, vai no the pirate bay ou no seriesfree.biz.

Miguel Andrade disse...

Anônimo, não conheço novelas mexicanas. Nãos ei se o andamento é igual além de ter gêmeas como personagens centrais.

Senhor Daniel Filho e tantos outros se aproveitam da pouca informação da platéia para que produzem. É normal, até certo ponto.

Rubens, legal. Valeu!

qualquergordotemblog disse...

Quem era o Tonho da Lua nesses filmes?

#perguntarnãoofende

Miguel Andrade disse...

QualquerGordo, Hahahaha! Não lembro. Isso acho que não tem.

Tonho da Lua parece ser um genérico da Tupi para o Juca Cipó de Irmãos Coragem da Globo. Fez muito sucesso entre o público.

BB disse...

Com o post de A Maldição do Espelho lembrei que quando a Liz morreu, o Agnaldo Silva disse no twitter que iria correndo rever Gata em Teto de Zinco Quente, filme q segundo ele a Liz Taylor come Paul Newman em todos os sentidos. Quer dizer...pelo comentário d "comer", devia fazer 40 anos que ele não via o filme. kkkkkkkkkkkkk
Brasil. Êita povinho sem conteúdo à oferecer. rs

Miguel Andrade disse...

BB, hehehe verdade. precisa ver muito além pra enxergar isso ali.

Related Posts with Thumbnails