terça-feira, 16 de agosto de 2011

Quadrinhos sexistas



As ilustrações acima foram feitas entre 1948 a 1955. Anteriores à queima de sutiãs em praça pública, evidente!

Já havia comentado aqui antes sobre garotas e piadas, essa parceria tão produtiva nas bancas de outros tempos. A censura correndo solta, moralistas bradavam a pouca vergonha, mas fazer piada podia.

Como qualquer classe menosprezada, diga-se de passagem. O mais inacreditável é que ainda hoje existam programas de TV que acreditam haver alguma graça em caipiras, gays, pobres simplistas e mulher boazuda.

As imagens são um oferecimento Vintage Sleaze

[Ou

11 comentários:

Refer disse...

Para entender e conhecer a trajetória desse gênero de revista ('garotas e piadas') no Brasil recomendo a leitura de Maria Erótica e O Clamor do Sexo — A Guerra dos Gibis 2, livro escrito por Gonçalo Junior, editado pela Editoractiva.

Miguel Andrade disse...

Refer, tem gente especializada sobre isso? Uau! Vou tentar achar.

Refer disse...

A Editora Edrel foi a campeã desse tipo de publicação. Mas havia várias delas — a censura se encarregou de liquidar uma a uma.

A Edrel era do Minami Keize, que tive a honra de conhecer pessoalmente. Minami morreu no final de 2009. O livro do Gonçalo e dedicado a ele e a outros 2 samurais da área editorial, Claudio Seto e Jinki Yamamoto.

Miguel Andrade disse...

Refer, o dia que a gente se conhecer não faltará assunto. Vou te espremer tudo isso.

Tenho apenas um exemplar 60's do tipo. Parece revista de sacanagem, mas são piadinhas com certa nudez entre uma página e outra.

Fronteira Metropole disse...

Tenho uma revista parecida com estas

Miguel Andrade disse...

Fronteira, meio sacanagem, meio quadrinhos. hehe!

Vou ficar mais atento a elas quando for a sebos.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Gonçalo é um dos maiores conhecedores de quadrinhos do Brasil, o primeiro "Guerra dos Gibis" (da pra ler alguns trechos no Google Books) se foca na briga entre Adolfo Aizen (EBAL) e Roberto Marinho no mercado nacional.

alguns textos do Gonçalo:
http://colunas.epocasp.globo.com/sexonacidade/2010/11/04/quadrinhossujos/

http://revistatrip.uol.com.br/revista/salada/essa-rata-e-uma-cachorra.html

Miguel Andrade disse...

Anônimo, legal. Vou me informar mais.

Anônimo disse...

outros livros interessante do Gonçalo são Alceu Penna e a Garotas do Brasil: moda e imprensa – 1933 a 1975 e Tentação à Italiana.

ele também editou coletâneas de tijuana bibles e os catecismo de Zéfiro:http://goncalo.junior.blog.uol.com.br/arch2011-01-09_2011-01-15.html

segundo ele, é improvável que Zéfiro tenha lido tijuana bibles:http://extra.globo.com/tv-e-lazer/raros-quadrinhos-eroticos-americanos-dos-anos-1930-50-ganham-caixa-de-luxo-em-portugues-30060.html

Miguel Andrade disse...

Anônimo, e ele deve ter razão. Quadrinhos assim sempre forma muito comuns no mundo todo.

Zéfiro tinha um estilo bem dele. Não só o traço, mas os textos mesmo.

Related Posts with Thumbnails