segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Mexe com quem tá quieto

A cantora libanesa Fairouz pediu nada menos do que 2,5 milhões de dólares para Madonna. Tudo isso pela utilização de um sampler de sua voz na música Erotica de 1992.

No começo dos anos 90 tudo era obscuro em termos de reutilização de músicas. Pra falar a verdade, digitalmente samplers eram uma novidade!

O trecho com a voz de Fairouz é aquele mais hipnótico, com um cântico oriental. Madonna fala sobre ele "All over me".

O nome da canção é El Youm Oulika Ala khachaba (ou فيروز - اليوم علِّق على خشبة/ Hoje, ele é visto como uma cruz), pertencia a um disco festejando a páscoa. Elas selaram um acordo não divulgado que findou a contenda.

Ainda assim, a polêmica envolvendo uma música sagrada usada numa música de forte apelo sexual não passou batido. Tanto o single quanto o álbum Erotica foram proibidos no Líbano.

A gravação libanesa reaproveitada foi feita em 1962. Ouça a baixo ou clique aqui.


Cá pra nós, é saboroso descobrir samplers de músicas que marcaram tanto um momento de nossas vidas. E a gente lá tinha alguma chance de saber quem é Fairouz?

8 comentários:

Refer disse...

Bem feito. A Madonna devia ter sampleado aquela outra musiquinha 'libanesa':

'Ehah habib e ninguém me engana...
Semana de Retalho só na Cinerama...'

Miguel Andrade disse...

Refer, essa sairia muito mais em conta, hein?

Glauco disse...

Imagina, que tempos obscuros foi 1992 sem internet, Miguel (rsrs). E tia Madonna desde de sempre antenada. As mocinhas de hoje dificilmente fariam algo igual, só de olhar pra cara daquela Spears.

Miguel Andrade disse...

Glauco, sim, sim! pensei nisso. Ela ou algum produtor fuçando canticos meio místicos pra samplear em sebos. :D

Hoje isso seria fácil, mas em 1992... fascinante descobrir samplers, quase o DNA da música.

Diogo disse...

Você anda espionando meu computador? eu AMO a fairuz e já sabia dessa história hahaah o fato é que Erotica
(álbum e música) consegue capturar o melhor da canção pop daquele começo de década.


ps: E hoje aquele livro da Madonna se "divertindo" custa os olhos da cara.

Miguel Andrade disse...

Diogo, com certeza. Foi super marcante.

E o livro continuou inédito no Brasil.

JuNiOr disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Madonna já havia usado esse sample antes de Erotica em Beast Within' (remix de Justify My Love). Na abertura da Re-Invention Tour ele é executado à exaustão.

Related Posts with Thumbnails