quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Lugosi Wine: Para os que bebem

Antes de fazer o primeiro Drácula (oficial) no cinema em 1931, Bela Lugosi tinha interpretado por quatro anos o personagem nos palcos do teatro. É dessa época a frase do conde “Eu nunca bebo... Vinho!” (I never drink wine) dita pelo conde a Renfield (às vezes a Jonathan Harker).

Seria um caco, uma improvisação de Lugosi, não existente no romance de Bram Stoker, mas que foi repetida nas outras dezenas de adaptações cinematográficas. Inclusive na elogiada dirigida por Francis Ford Coppola já há quase 20 anos.

Outra frase célebre: “Crianças da noite... Que doce música elas fazem!”, encontra-se nas páginas do livro, publicado pela primeira vez em 1897. O lançamento do vinho Lugosi celebra o nascimento desse mito.

A primeira safra foi produzida em 2007, 80 anos após a estreia da peça que originaria diretamente o filme da Universal Studios, pela vinícola Domingo Hermanos localizada em Salta (Argentina). Com traços a aquarela, o rótulo pintado pelo artista local Bruno Fernandez lembra a caracterização clássica.

Custando $49.99 (R$ 79,53 na nossa moeda pela cotação de hoje), a primeira tiragem é numerada, contendo apenas 1200 garrafas. Sua fabricação tem apoio da família do ator que ao contrário de Drácula, gostava da bebida.

No site oficial da marca é possível obter outras informações sobre o conceito do produto, suas especificações, assim como a compra online.

Com informações e imagens de Draculand

Veja também:
Bela Lugosi na capa da Folha!
Lugosis e o palavrão da discórdia
Mais vida no seu café da manhã
Sangue de Drácula tem poder!
Drácula para crentes


[Ouvindo: Sweet Dreams - Roy Buchanan]


0 comentários:

Related Posts with Thumbnails