segunda-feira, 30 de maio de 2011

Aquela que apanhou pra interpretar

Além do enrosco financeiro com as autoridades canadenses, um tipo de O Guarani de Norma Bengell, Calafrios (Shivers, 1975 de David Cronenberg) guarda meia dúzia de histórias pitorescas. Todas confirmadas pelo próprio diretor em entrevistas.

Ter sido rodado em apenas 15 dias, usando os apartamentos gentilmente cedidos pelos moradores do condomínio onde foi todo filmado é uma delas. Tudo que vemos em termos de cenografia é real! Fazia parte da decoração dos residentes.

Mais exótica a ausência de técnica para chorar da atriz Susan Petrie (foto ao lado), infelizmente num papel importante, como a esposa do protagonista. Com o cronograma apertadíssimo, pediu ao Cronenberg para ser esbofeteada!

Vendo apenas a ação, não o pedido, a estrela Barbara Steele (foto maior) foi até ele e ameaçou abandonar a produção: “Senhor Cronenberg, que modos são esses? Já trabalhei com Fellini e tantos outros grandes diretores e jamais vi atitude tão deplorável!”.

De qualquer forma, a carreira de Susan Petrie não foi além de 1977. Uma atriz que dava a cara a tapa!

[Ouvindo: A si paré - Léona Gabriel]

6 comentários:

Alex Gonçalves disse...

"Calafrios" é o filme que mais gosto do Cronenberg em início de carreira. Analisando a sua forma diferente de contar uma história de horror, não me surpreendo que alguma figura do elenco tenha sofrido um pouco em suas mãos.

Miguel Andrade disse...

Alex, meu também! Gosto essencialmente da simplicidade de tudo nele.

DAVI VALLERIO disse...

nossa,to na duvida se eu assisti esse filme.E esse que tem aquelas criancas esquisitas com labio leporino?

Miguel Andrade disse...

Davi, não! Nesse um cientista taradão coloca numa garota um tipo de verme que invade as pessoas e elas ficam LOUCAS sedentas por sexo para transmitir o tal verme.

Alex Gonçalves disse...

Davi, esse que você apontou é "The Brood - Os Filhos do Medo". Brrr!!!

Miguel Andrade disse...

Alex, The Brood nunca assisti!

Related Posts with Thumbnails