sexta-feira, 22 de abril de 2011

Poesia ilustrada

“A esperança é um urubu pintado de verde.” – Mario Quintana com as bênçãos do tailleur de Miss Edith Head.

Sinceramente não sei se isso é do Quintana mesmo, só casou lindamente com o frame de Os Pásssaros (The Birds, 1963 de Alfred Hitchcock). Essas frases fora de contexto que todo mundo gosta de propagar tem um quê de perversidade.

Que o diga Caio Fernando Abreu e Clarice Lispector. Tornaram-se meros fragmentos vulgares de autoajuda no Twitter.

Faça o teste. Escolha uma imagem com uma cor qualquer em destaque e busque qualquer nome de poeta/escritor mais a cor referente.

Impressione suas visitas com lindos posts "concretistas" num passe de mágica! É batata!!!

[Ouvindo: Se você Pensa – Elis Regina]

7 comentários:

Leticia disse...

Nem me diga! O "Eu, passarinho" se presta hoje a qualquer episódio de frustração vulgar.

Isso quando é autêntico! Imagina a cara do Borges com o cafoníssimo "Pegadas na areia", falsamente atribuído a ele?

Kleber Godoy disse...

Oi,

Gostei muito da postagem!!

Abraços...

Kleber

Miguel Andrade disse...

Letícia, chega a ser cômico. E propagado por pessoas querendo bancar as inteligentonas do pedaço.

Kleber, obrigado e abraços!

Leticia disse...

Citações, citações...

Miguel Andrade disse...

letícias, redundantes! Vai ver que minha implicância vem daí. Movido a novidades. :D

Leticia disse...

Previsíveis, eu diria. Cultura de scrapbook.

Miguel Andrade disse...

Letícia, pois é, previsível! De lascar!

Related Posts with Thumbnails