sexta-feira, 18 de março de 2011

Nome aos bois

X-tro (1983 de Harry Bromley Davenport) tem imagens nojentas, maaaaaas... ao final, tem-se a sensação que a historia em si se perdeu no meio do caminho. E a Divine?

Morri de rir com a cadelinha chamada Divine!!! “Diviiiiiine, pra dentro!”.

Em sua última sequencia aparece degustando algo tão repulsivo quanto a Divine “Divine” no final de Pink Flamingos (1972 de John Waters). Certeza que a homônima deve ter amado a possível homenagem.

E a delícia de se ter animais começa na hora de batiza-los. Adoro e ficou gelado quando terceiros que sabem disso me convidam para dar nome aos seus novos pets.

Só o dono sabe que nome lhe dará prazer em chamar o bichinho. Não conheço suficientemente bem alguém pra fazer isso.

Creio que “Divine” não seja um bom nome, aliás. Nome de animal de estimação deve ter no máximo duas sílabas.

Mais fácil pra gente e pra eles. A não ser que seja uma cobra ou inseto, que jamais atenderão ao chamado.

Gato é complicado. Por muito tempo minha Pitt era Peter, de Peter Cushing. Só quando ganhou uns meses virou (Ingrid) Pitt.

E os caseiros de um casal amigo que batizaram seu bichano de Miguel? Até que num belo dia o Miguel deu cria!

6 comentários:

Tchia Deslogada disse...

Huahuahua... os meus tem nome e apelido. Eu tive uma gata Maria Regina, que foi a mãe da minha Regininha (que atende por Ninha). Tem também a Sharon Catpompom Stone (aka Pom). E depois apareceu a Mixurucat Catcamargo de Órleans e Silva (vurga Mixu, que as novas donas chamam só de Mix). E agora tem a Cleópreta, também conhecida como Cleo Pretuxa, mas que atende por Cleo.

Já as dogs têm nomes mais simples: Feitoca (Toca), Pitica (Tica) e Shakira.

Miguel Andrade disse...

Tchia, tô rindo aqui!!! Hahahahah!!! Mas eles atendem?

Tchia Deslogada disse...

Ninha, Mix, Tica, Toca e Shakira atendem. Agora tô tentando fazer com que a Cleo atenda.

Miguel Andrade disse...

Tchia, um dia ela atende! O Boris atendia até por Doris. Haha

Refer disse...

Meus gatos ficam confusos e eles estão cobertos de razão - o Antonio é também chamado de Totônio, Toneco e Bibo; a Ana é Anóvisca, Aninha e Gostosa; o Bartolomeu é Bartô, Bart, Bê Érre, Bartolino; a Maria Regina (tenho uma Maria Regina, também, igual a Tia) é Mariazinha, Marieta, Pretinha e Marióvisca; só a Naná é Naná, somente. A Naná é séria, não gosta dessas viadagens de trocar o nome.

Miguel Andrade disse...

Refer, o Boris, num rompante de fofura virou Bolis. Daí virou Bolinho, Seu Bolinho, Cebolinho e agora, bem comum chama-lo de Bolo.

Related Posts with Thumbnails