sexta-feira, 4 de março de 2011

Ed Wood: pai do nu frontal no cinema americano?

Isso deve colocar Ed Wood em outro patamar! Glen or Glenda, sua estreia na direção em 1953 inclui pelo menos dois nus frontais, masculino e feminino.

Wood talvez seja um dos primeiros da história do cinema norte americano a expor órgãos genitais em um longa-metragem, com o Código Hayes a todo vapor. E ainda com Bela Lugosi no elenco!

Ambos acidentais é verdade, mas num filme não pornográfico, são raros até hoje. Como 20% do filme é composto por imagens reaproveitadas (que estavam no lixo!) e a edição era precária, nem devem ter percebido.

A primeira cena acontece a partir dos 41 minutos, quando um violador ataque a pin-up adormecida no sofá. No embate ele puxa sua calcinha dando pra ver os pelos pubianos dela.

O resto da sequencia ela sorri e passa a segurar mais firme a peça. É rápidão, mas visível!

Soldados peladões aparecem lá na frente, 55m45s cravados. Em destaque, no canto superior direito aparece um pênis. Clique na imagem para ver sem a tarja (+18).

Assim que a cena de desenrola, há outros. Menos sutil que a nudez anterior, mas quase ninguém nota reparando nos soldados correndo no primeiro plano.

No período de sua carreira posterior, tempo de vacas mais magras ainda, Ed Wood enveredou pelo ramo do sexplotation, como no pavoroso Necromania (veja aqui). Não é o caso de Glen ou Glenda.

[Ouvindo: I don't Care – Eartha Kitt]

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails