quarta-feira, 9 de março de 2011

Brum-brum fora de moda

Quem se perguntou como a indústria de brinquedos fez sem carrinhos dos Jetsons, olha o Space Copter! Todo corrida espacial 60’s.

A promessa era de que alcançava grandes distancias... Será que voava mesmo ou era flope tipo aviãozinho de isopor que vinha em embalagem de sabão em pó?

É originalzão de 1962, ano de estreia do desenho na TV. Qualquer um pode tê-lo ao desembolsar 160 pratas norte-americanas neste site aqui.

E acho uma bagatela! Imagina, o caboclo o guardo na embalagem, sem ter brincado, por quase meio século e depois se desfaz por essa mixaria...

[Ouvindo: Good Man in a Bad Time – Ian Hunter]

6 comentários:

Leticia disse...

Pra mim o cara achou um baita de um encalhe na garagem do avô...

Miguel Andrade disse...

Letícia, tem essa possibilidade. Ou o dono morreu e a esposa jogou tudo fora.

Refer disse...

Acho que isso aí voa, sim.

Está lá, rubber-band drive. Vc roda a hélice no dedo e solta o bruto. Igualzinho aos aviões de madeira da Casa Aerobrás, com os quais se brincava naquela época.

Miguel Andrade disse...

refer, hahaha! Sim, mas o que dizem é uma coisa, o que fazem...

Como queria conhecer essa Casa Aerobrás!

Leticia disse...

Miguel, o Refer está certo. Essas coisas funcionavam na base de um simples elastiquinho, que torcia ao girar a hélice no dedo.

Ao soltar, o elástico desenroscava e as hélices giravam que era uma beleza.

Miguel Andrade disse...

Letícia, sim, mas esses brinquedos porcaria nunca dão o que prometem.

Related Posts with Thumbnails