segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Quadrinhos alegres

Preciosidade dos idos em que a palavra gay era mais sinônima de contente do que outra coisa. Gay Comics foi publicado pela editora Atlas (do grupo Marvel) na primeira metade da década de 40.

A capa desse número 24 (!!!) aos olhos de hoje, para se tratar de misoginia. Provavelmente o cara arrumou emprego de salva vidas sem saber nadar.

Basta ver outras capas para entender o tipo de humor sobre pessoas gaiatas que a revistinha tinha. Difícil pesquisar sobre o tema sem cair numa infinidade de pornografia LGBT.

De qualquer forma, tanto tempo depois, a estética dos personagens ficou gay, no outro sentido. Que Archie não nos ouça!

Considera-se que na ficção, o termo gay para definir homossexuais foi empregado pela primeira vez em 1938, na comédia Levada da Breca (Bringing Up Baby de Howard Hawks). Leia sobre isso clicando aqui.

[Ouvindo: Bikini – Mamie Van Doren/June Wilkinson]

22 comentários:

@fefelino disse...

É o tempo passando, mudando tudo e nós tentado nos equilibrar nesse barco.

O engraçado é o fato de que a palavra vem de um estereótipo, de que os homossexuais seriam homens que pudessem se libertar das amarras sociais e mostar suas alegrias pelo mundo afora.

Mas as coisas mudam.

Miguel Andrade disse...

fefelino, a palavra combina bastante com a parte boçal da turma. Que acredita que a vida é uma grande Praça É Nossa.

Thiago disse...

A pergunta que não quer calar é: com a excessão da moçoila à esquerda, todas as outras parecem estar se divertindo horrores. É, alegres até no afogamento - isso que é vestir a camisa da revista!

Miguel Andrade disse...

Thiago, elas estão de brincadeirinha, pra chamar a atenção dele... Não?

Alex Gonçalves disse...

Mais do que qualquer outra coisa, estes quadrinhos seriam vendidos como água nos dias de hoje. E eu nem sabia sobre essa curiosidade de "Levada da Breca".

Miguel Andrade disse...

Alex,bem lembrado! Quando quadrinhos eram novidade, vistos até com maus olhos por educadores.

Anônimo disse...

falando em Gay e Quadrinhos esse texto é bem interessante:
Fantasma Sombrio ou Fantasma Gay (Gay Ghost)
"Keith Everett era o conde de Strethmere que foi assassinado. Keith voltou a Terra como o Fantasma Gay para vingar todo o mal. Após Crise, ficou preso no Limbo de personagens esquecidos, onde ele fala que não quer voltar, já que o sentido da palavra gay mudou desde que ele foi criado nos anos 40. Ele afirma que não é homossexual. Anos mais tarde, seu nome foi mudado para Fantasma Sombrio."
http://www.multiversodc.com/v2/2010/12/antimonitor-herois-que-ate-o-tempo-esqueceu/

você notou a semelhança entre o Archie e esses Quadrinhos da Marvel, o DanDecarlo, desenhista da Turma do Archie trabalhou um tempo na Marvel:
http://en.wikipedia.org/wiki/Dan_DeCarlo

http://www.worthpoint.com/worthopedia/gay-comics-39-g+-1949-decarlo-timely-atlas
o Archie surgiu como convidado na revista Pep Comics estrelada pro super-heróis como o The Shield (herói patriótico anterior ao Capitão América, que alias obrigou a Marvel a mudar o escudo para o escudo circular que conhecemos) e se tornou símbolo da Editora.
http://en.wikipedia.org/wiki/Archie_Andrews_(comics)

já a Felina da Marvel foi o inverso foi uma personagem criada nos moldes da Turma do Archie (lembrando que os super-heróis perderam a força nos anos 50) e virou uma super-heróina.

http://en.wikipedia.org/wiki/Patsy_Walker
a Archie curiosamente ao lado da DC criou o Comics Code.

os tempos são outros a Archie lançou um personagem gay:

http://hqmaniacs.uol.com.br/principal.asp?acao=noticias&cod_noticia=25145
e abandonou o selo no mês passado:
http://www.omelete.com.br/quadrinhos/selo-do-codigo-de-etica-e-completamente-abolido-por-editoras-de-quadrinhos/

Miguel Andrade disse...

Anônimo, espantoso como a Archie nunca colou aqui. Não na minha geração, pelo menos.

Refer disse...

Não creio que Archie tenha colado em nenhum país,fora os EUA. Culturalmente, é americano demais.

Aqui, na TV, o desenho animado The Archies fez algum sucesso, a música era sensacional!

http://www.youtube.com/watch?v=iQiwqiPeLGk
http://www.youtube.com/watch?v=rUsHC7OYOtA&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=qL1jY7flPsI
http://www.youtube.com/watch?v=vdbI7fuE_x0&feature=related

Refer disse...

O único gibi no estilo que fez sucesso aqui foi Lili, A Modelo; foi publicado + ou - entre 1959 e 1962 (estou citando de memória...)

Que mais? The Archies, o cartum, gerou uma "imitação" (vai entre aspas não sei se era uma imitação exatamente), Josie & The Pussycats, que também passou aqui.

Que mais? The Archies, o grupo, gravou pelas minhas contas 5 LPs pela RCA. Ron Dante, um gênio da bubblegum, era o one-man-band dos Archies.

Refer disse...

Não resisto: olhaí o one-man-band Ron Dante, tocando Sugar-Sugar dos Archies!

http://www.youtube.com/watch?v=0MiQzAo6Cp8&feature=fvwrel

RD é meu ídolo e "cada um tem o ídolo que merece..."

Miguel Andrade disse...

Refer, americano demais? Desde quando isso impediu qualquer coisa de fazer sucesso aqui?

Archie é uma instituição deles. Esquisito essa falta de interesse dos outros mercados.

Pelo que vi no site oficial, a turma Archie incorporou Josie & The Pussycats. Sabia que uma delas era dublada pela Cheryl Ladd? Inclusive no disco.

Fiz um post a respeito, mas acho que você ainda não vinha aqui.

Lili era a Mily, The model, não? Virou coadjuvaste na década de 80. Tia da Misty, The Star da Marvel.

Não lembrava que Sugar-sugar era deles. Mega sucesso!

Anônimo disse...

a Filmation tinha The Archies e a Hanna Barbera procurou a própria Archie para o DanDecarlo criar Josie, a Marvel tinha aqueles desenho desaminados, o Quarteto Fantástico (eles tinha uma série pela Hanna Barbera, os desanimados eram de outra emprea) foi substituído pelos X-Men num episódio.
já o Namor não pode participar do desenho do Quarteto pelo mesmo motivo e criaram um tal de Triton.

no Brasil os quadrinhos de Lili, The Model tiveram histórias produzidas aqui pelo Gedeone Malagola (que era um roteirista especializado em tapa-buracos).

The Archie e Scooby geraram varias cópias Spin-off, Tutubarão parece uma mistura dos dois.

o Aluir Amancio disse que iria desenhar quadrinhos da Archie:
http://hqmaniacs.uol.com.br/principal.asp?acao=materias&cod_materia=594

Miguel Andrade disse...

Anonimo, Aluir se daria bem nessa ceara. Ele tem um estilo ótimo para o tipo de personagem.

Refer disse...

Não sabia que Lili teve essa sobrevida toda (caraca, anos 80!?)-nem sabia do envolvimento do Malagola (que eu conheci pessoalmente) na criação das histórias.

Também nunca soube de Cheryl Ladd em Josie & Pussycats. A música do cartoon achava meio fraca.

Miguel Andrade disse...

Refer, era uma senhora que ajudava a criar a filha do irmão viuvo. minha irmã colecionava os HQs da Misty.

Ladd era cantora antes de ser atriz, grupinho de moças.

Anônimo disse...

Refer, links sobre a Lili (chamada aqui de Millie:
http://udigrudifilmes.blogspot.com/

http://www.gibiraro.com.br/persona.asp?id=226

Miguel, vez ou outra vejo uma edição da Archie Digest (Archie Formatinho) na Saraiva e em algumas bancas maiores em inglês, custa 16,00 ou mais.

Miguel Andrade disse...

Anônimo, não! A Millie foi chamada aqui de Lili! :D

Anônimo disse...

é mesmo, me confundi.

http://en.wikipedia.org/wiki/Millie_the_Model

http://www.guiadosquadrinhos.com/personbio.aspx?cod_per=9849

esse prática desse criar histórias nacionais acontece desde O Tico Tico, o brasileiro Chiquinho na verdade era o americano Buster Brown.

outra revista com personagens similares a Turma do Archie (nas edições de 1947):
http://en.wikisource.org/wiki/Four_Favorites

Miguel Andrade disse...

Anônimo, pois é. Outro dia mesmo comentei aqui do outro nome do Popeye no Brasil.

Anônimo disse...

texto bem engraçado (como muitos textos desse site) sobre quadrinhos do tipo Archie:
http://www.misterkitty.org/extras/stupidcovers/stupidcomics10.html

Miguel Andrade disse...

Anônimo, site bem interessante! Valeu.

Related Posts with Thumbnails