domingo, 26 de dezembro de 2010

Reencarnações literárias

A vida ta fácil! Antes, pra rever as emoções de um filme, precisávamos ouvir a trilha sonora ou ler os livros dos quais foram adaptados, agora basta pega-lo na estante e assisti-lo... Na pior das circunstâncias, ir até a locadora.

Imagino a broxada homérica de quem assistiu a um Alfred Hitchcock e depois quis ler o livro do qual foi adaptado. Não eram adaptações no sentido literal da palavra, mas inspirações.

Geralmente ele captava a essência e jogava todo o resto no lixo! Daí, editoras relançavam obras fazendo referência às películas.

Por exemplo este “D'Entre Les Morts” de Pierre Boileau e Thomas Narcejac, com o título alterado para Vertigo (Um Corpo Que Cai, 1958)... Historicamente foi um fracasso de crítica e bilheteria do Gorducho, mas deve ter aumentar seu valor comercial nas livrarias.

O romance teria sido escrito especialmente para o diretor após ele ter tentado sem sucesso comprar os direitos de outro dos mesmos autores. “Celle mais qui n'était” foi filmado por Clouzot como As Diabólicas (Les Diaboliques, 1955), obra prima com visíveis respingos em Psicose (Psycho, 1960).

Mesmo assim, Hitchcock alterou pontos cruciais do enredo. Inclusive no desfecho sacralizante, deixando que a justiça seja feita nas mãos divinas, não nas do herói.

A capa é um oferecimento Boy de Hass

[Ouvindo: Bailaré Sobre Tu Tumba – Siniestro Total]

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails