quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Contém glúteos chutados

Uau! Até quem se espanta com pouca coisa nessa vida se admira com essa listinha grudada na capa do vídeo game Grand Theft Auto Episodes From Liberty City.

Maiores de 18 anos escolhem se querem ou não brincar nesse universo, né? Decidir é um direito nosso.

E a senhora que nem olha a data de validade da maionese que leva pra casa? Fique esperta na hora de comprar um joguinho novo para seu filho.

Aí é azar o seu! Pelo menos até ele tentar viver em sociedade...

De qualquer forma, o monstrinho alheio vai acabar sendo problema de todo mundo. Civilidade dá um trabalho do cão!


Veja também:
Pet Shop Boys e o efeito Pokemón


[Ouvindo: The Face I Love – Chris Montez]

6 comentários:

Luiz Alberto disse...

Seria tão bom se o problema fosse a cultura pop...

Quando eu era moleque os jogos eram inocentes, mas em compensação cresci a base de filmes e gibis violentos, pornografia e rock and roll desbocado.

Nunca me meti em encrencas sérias e me tornei um cidadão pacífico e ordeiro.

O problema não está na TV, games, filmes ou quadrinhos.

Miguel Andrade disse...

Luiz, ah! Não disse em momento algum que o problema está só na TV, games, filmes e quadrinhos.

Nem estou me referindo a nenhum caso isolado, e sim em um todo.

Você é um bom menino, educado, cercado por bons exemplos, coisa e tal. Mas nem todo mundo tem a mesma formação.

Se filhos eu tivesse, escolheria muito bem o que iria lhes proporcionar como entretenimento.

Há opções saudáveis para a molecada. Mas cabe a cada escolher e decidir o que acha bacana para a formação de seu filho.

O que não dá pra tolerar mais é esse povo que sai parindo a torto e a direito como se não houvesse amanhã, e deixa educação nas mãos de Deus, sabe?

Luiz Alberto disse...

Acho extremamente correto monitorar o que o seu filho irá consumir, mas não tem jeito, eles sempre irão jogar essas coisas na casa do amiguinho ou arrumar uma cópia pirata.

A desestruturação familiar é a raiz do problema, concordo com você em gênero número e grau.

Essa molecada de hoje vive mijando fora do penico sem ninguém pra impor limites.

Miguel Andrade disse...

Luiz, sim! A ideia é que cada um cuide do que é seu.

Mas cuide mesmo, e seja responsável.

Fabulastic disse...

Comparado com o que passa nas notícias sobre a violência no Brazil, o Grand Theft Auto parece mesmo um jogo para crianças....

Miguel Andrade disse...

Fabulastic, verdade absoluta!

Faz pouco tempo um adolescente atacou um desconhecido na rua por pura intolerância sexual. A mãe, de classe alta, teve A CORAGEM de falar à imprensa que era um ato infantil, ou seja, sem importância.

O que mais há aqui é parir filho como se não houvesse amanha, e depois abandonar a educação dele à própria sorte. Um país de selvagens cada vez mais.

Related Posts with Thumbnails